.17 de fev de 2015

Com Gostas de Suor - Joanice Oliveira




Com gotas de suor,
Vou derretendo até o pó.
Minha alma deseja o frescor.
Meus olhos perderam a cor.

Estou morrendo aos poucos.
Meus pulmões estão ficando ocos.

Meu último suspiro.
Estou pronta para meu maldito grito.
Esse será meu fatal giro.

Prescrito o girassol.
Ele admira o sol.
Estou passando meu sundown.
Porque agora vou para o down.

O calor incessante me lembra o inferno.
O frio crepuscular da cidade trouxe à tona o inverno.

Perdida no meio do redemoinho,
Estou procurando meu ninho.
Lá está Dom Quixote
Levando seu caixote
E dançando o xoxote.

Perco-me dentro de mi mesma.
Andando vagarosamente como uma lesma.

Perdida em meio aos meus absurdos pensamentos.
Tentando afogar meus patéticos sentimentos.

Absurdamente enlouquecida,
Porque pensei ser sua querida.
Hoje sei que sou esquecida.

Teu amor está em meu coração,
Mas eu não sou mais a mesma não.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Poesia que encanta a vida - 2016 | Todos os direitos reservados. | Tecnologia do Blogger