.30 de abr de 2015

Banho Diário


A água escorre pelo meu corpo despido e purifica-o de toda impureza do dia.

No ralo se vai o mal do cotidiano.

A purificação é o ato de libertação do corpo...limpeza da alma e paz para o coração.

Meus pensamentos vagam com o gotejar do chuveiro. Minha mente está em transe.

Meus sentimentos misturam-se a espuma do sabonete.

Sinto-me atraída pelo aroma de jasmim e algodão dos sais de banho.

Atormentado está meu ser. Perdido em delírios repentinos.
Tomada pelas lembranças.

Quando eu era criança, tomar banho era simples brincadeira. 

Diversão. Momento de aventuras. Encontrar a cidade naufragada.

Agora que sou mulher, a água transformou-se em bálsamo para meu corpo. Liberdade para minha alma. Loucura para minha mente.

Lembranças de um passado glorioso se formam nesse instante na minha frente.Dores de um futuro que não conheço me afligem. Monstros se formam.

Fantasmas se misturam de forma homogênea com meu presente.

A hora do banho virou uma batalha. Uma disputa de preferências. 

De um lado o Passado libera seu veneno sob meu sangue e aprisiona minha mente. Do outro lado, o Futuro me chama com seu doce encanto. Libera seu aroma irresistível.

Se eu me entregar a qualquer um desses me sentenciarei a morte. 

Serei entregue a tortura diária. Acorrentada por fantasmas constantes.

Distraída as lágrimas caem dos meus olhos furtivamente. Não é o espelho que revela meu ser. É água que floresce meu verdadeiro eu. Ela tornar-se meu desafiador.

Perco todos os dias essa batalha. A água é sagaz em sua pureza. Não tem mentira que se sustente diante dela.

Ela me aconselha em permanecer firme no Presente.

Ferozmente permito que a água adentre minha pele e faça parte do meu corpo. Ela é minha fortaleza. Revigora minhas forças.

Visto-me para outra batalha. Dou uma última olhada para a água. Ela sorri para mim. Alguém finalmente acredita em mim.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Poesia que encanta a vida - 2016 | Todos os direitos reservados. | Tecnologia do Blogger