.10 de mai de 2015

Lição n°30: " Ame sua mãe."

" Ame sua mãe."

Já dizia o poeta " Mãe deveria ser eterna.". Nunca vi palavras mais sábias do que essas. Mãe devia ser eterna na vida de todos. A maior figura da vida humana com todo seu amor e carinho, preocupação e atenção.

Existem mães de todas as formas. Mães tradicionais, modernas e aquelas que se tornaram mãe porque as progenitoras não quiseram suas crias. Tias, avós, madrinhas e até pais tornam-se essa figura que acompanha todo o crescimento humano. Um figura que não existe desvinculado do Amor e da Proteção.


Tudo que é bom é mortal. Assim aprendemos que temos  que valorizar e cuidar. Tem muitos filhos que falam mal de suas mães e acham que as mães dos outros são as melhores e normalmente, são filhos que não percebem que existem diferenças de gerações entre eles e suas mães e isso pode gerar conflitos e até brigas.

Mães que trabalham em casa, na rua, em escritórios, em grandes empresas, vendendo água na praia, vendendo quentinhas, cuidando das casas dos outros e tantas outras coisas. Se desdobram em várias para atenderem as mais diversas necessidades de suas famílias. Só quando se é MÃE é que aprendemos o que é Amor de Verdade, já diz minha mãe a mim.


Não se nasce mãe. Torna-se Mãe quando o filho chega e nos ligamos àquele pequeno ser que foi gerado dentro de nós - ou em outras barrigas - e que cresce uma lição sobrenatural entre mãe e filho.

Por que Deus permite
que as mães vão-se embora?
Mãe não tem limite,
é tempo sem hora,
luz que não apaga
quando sopra o vento
e chuva desaba,
veludo escondido
na pele enrugada,
água pura, ar puro,
puro pensamento.

Morrer acontece
com o que é breve e passa
sem deixar vestígio.
Mãe, na sua graça,
é eternidade.
Por que Deus se lembra
- mistério profundo -
de tirá-la um dia?
Fosse eu Rei do Mundo,
baixava uma lei:
Mãe não morre nunca,
mãe ficará sempre
junto de seu filho
e ele, velho embora,
será pequenino
feito grão de milho.

(Carlos Drummond de Andrade)
Feliz Dia das Mães!!!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Poesia que encanta a vida - 2016 | Todos os direitos reservados. | Tecnologia do Blogger