.1 de mai de 2015

Um Dia


O nome dela é Emma.
Um pelo nome para um poema.

Uma história fascinante.
Realmente delirante.
Apaixonadamente deprimente.

Em e Dex.
Um casal perfeito,
Mas nem de longe o destino deles seria bem feito.

Páginas de um avassalador amor.
E infelizmente uma incalculável dor.

Dex grita afogando suas lágrimas em meio a um desajeitado clamor.

O trágico fim é aterrorizante.
A morte de Em é chocante.

Um amor perdido em uma batida.
Emm foi perdida.

O amor é imortal.
O ser humano é mortal.
A mortalidade é fatal.

A vida é agora.
A morte vem correndo,
Gritando.
Ela nunca vem andando.
Ela não se distrai lendo.

Entre idas e vindas.
Um amor-amigo.
Este era o perigo.

Entretanto, o amor foi consumado.
Em e Dex andaram lado a lado.

- Até mais – Disse Dexter.
- Até mais – Disse Emma.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Poesia que encanta a vida - 2016 | Todos os direitos reservados. | Tecnologia do Blogger