.27 de jul de 2015

Lição n°40: "Permita-se viver o momento."


Sabe algo que aprendi com muitos erros foi em aproveitar o momento. Não deixar o Agora passar. Se pararmos para refletir por alguns minutos, perceberemos que só o Presente que é real, pois o passado se foi e o futuro é tão incerto quando nossa vida.

A cada dia vivido conhecemos as mais diversas emoções. Todas distintas e desconhecidas para nós. Nenhuma vem com manual de instrução, então não há reações certas para cada situação da vida.

A Psicologia acredita em sistema de reações e tenta enquadrar todas reações de acordo com os acontecimentos que ocorreram. Por exemplo, quando perdemos alguém que amamos...temos fases que se seguirão até superamos o fato de que a Morte sempre chega para todos não importa a idade ou condição social.

Nisso ainda tendo concordar. Não que eu criei uma repulsa da área. É uma ciência rica em conhecimento humano e tudo mais, porém discordo de muitos métodos que a Psicologia e o status de Superior que ganhou entre as ciências. A mente humana não pode ser conhecida em sua totalidade e isso é claro quando vemos que dentro da área existem correntes filosóficas diferentes. O que indica visões distintas sob o mesmo objeto. Então isso ajuda e também coloca como inacabada a área. O grande alívio para mim saber que tudo é discutível.

O fundamental de viver é Sentir. Temos que permitir sentir nossas emoções. Deixá-las voá-las de suas prisões dentro de nós. Libertá-las do isolamento. Acredito que só nossos sentimentos e reações sejam reais e vivenciá-las é algo muito autêntico. 

A ciência - como a Psicologia e a Educação - ainda falham diante esses mecanismos de aviso e auto-conhecimento humano, porque querem seu controle. A Filosofia do Controle. Controlar para exercer poder e domínio sobre o outro. 

Não tem porque se controlar diante o que somos e queremos mostrar ao mundo. Só devemos pensar que nossos sentimentos e emoções não podem machucar o próximo. 

Soltá-las ao mundo externo requer responsabilidade, onde assumimos riscos sob o que estamos expondo ao mundo. Nisso respeitamos os demais e também a nós mesmos. Viver em sociedade requer limites, todavia não indica que seremos marionetes sociais e fingiremos que estamos bem todo dia. Libertem-se dos julgamentos. Como eu adotei em minha vida: " Dane-se o mundo. Vou viver minhas emoções sem magoar os demais."

Se quer chorar por sua perda ou frustração...chore sem medo dos olhares. Quem conhece suas lutas é você e nenhuma pessoa conhece você tão bem como você.



Dê aquela risada gostosa ou aquela gargalhada alta e irritante quando achar algo hilário ou está feliz. A felicidade é a plenitude do momento.


Sabe aquela mágoa ou ferida aberta que ainda atrapalha seu sono à noite? Então perdoe quem te magoou. Não torne isso um impedimento para seu crescimento pessoal. Todos somos vulneráveis aos erros.


Se ama muito alguém...diga a ela que a ama mais do que tudo. Não sinta vergonhar em amar. É amando que entendemos que somos falhos e necessitamos dos demais.


Sabe aqueles dias que tudo dar errado?....então permita-se estar com raiva, mas não desconte nos demais. Sinta o sangue ferver em seu corpo e demais relaxe.


Enfim, viva e não tenha a vergonha de ser feliz!




3 comentários:

  1. Ameeei seeu blog e esse post'! Ta de parabéns'! Kkk <3

    ResponderExcluir
  2. Com certeza, sucesso e amei a postagem !!!

    http://cheiadetrama.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

© Poesia que encanta a vida - 2016 | Todos os direitos reservados. | Tecnologia do Blogger