.31 de jul de 2015

Lição n°42: " Saiba ouvir os outros."



Uma coisa que aprendi desde criança é o ouvir o outro. Não importa o que ele tem a dizer. Devemos escutar as pessoas mesmo que elas falem algo errado ou alguma besteira. É direito delas de falarem e um dever de ouvimos e após a fala podemos opinar.

Regra tão básica e que demonstra respeito por quem está falando, mas que normalmente é violada diariamente das crianças aos adultos. As crianças são ensinadas que devem ser ouvidas de qualquer forma mesmo que tenham que gritar e fazer escândalo para que seus desejos sejam atendidos mesmo que isso fira seus amigos e os demais.


A dor de ninguém é maior que a outra ou a nossa vida é melhor do que de fulano ou beltrano. Não existe comparação entre as pessoas. Toda comparação leva a inferioridade. A nossa dor deve ser escutada, mas as dores dos nossos amigos, amantes e familiares também. Todos precisamos ser ouvidos. Isso gera cumplicidade e confiança em todo relacionamento humano.

Compartilhar segredos, medos e dores aos outros é doloroso e gera um grande alívio quando fazemos isso e o mínimo que devemos fazer é Ouvir. Entenderam OUVIR? Não é escutar. Quem escuta é como fosse um telefone onde a pessoa fala tudo que quer e só ouve o silêncio do outro lado.

Jesus Cristo ensinou que as pessoas em uma das suas palavras " Quem tem ouvidos, ouça o Espírito de Deus chamar..." A tradução é a correta. O verbo é Ouvir, que significa escutar além do que foi dito, compadecer do outro pelo que escutou. Cristo sabia que somente os sensíveis e atentos as coisas do céu poderiam ouvir o Espírito Santos, porque estas estavam livres dos encargos dessa terra. Pensavam nos demais e na eternidade.


Quem ouve, aprende a amar e compreender os demais. Aprende a chorar quando os outros sofrem...aprende a se alegrar com as conquistas das pessoas. Torna-se Humano. Sensível as necessidades alheias e cresce como pessoa ajudando aos demais e assim resolvendo seus próprios conflitos internos. Não é ser psicólogo, mas mostrar que ama quem diz amar. O amor não é palavras. É atitudes. Se as pessoas ouvissem as outras e lhe dedicassem tempo para regar seus relacionamentos, os consultórios de psicólogos e psiquiatras não estariam lotados e a solidão e a depressão não seriam tão ameaçadoras como são em nosso século.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Poesia que encanta a vida - 2016 | Todos os direitos reservados. | Tecnologia do Blogger