.29 de ago de 2015

Amor dos Deuses



O Amor corresponde ao sentido da vida e nos seus braços eu o encontrei.

Ternamente nos entregarmos um ao outro...sem pudores ou medos.

Em seu corpo encontrei o fogo da paixão avassaladora e descobri o sentido de estar apaixonada.

Entre becos e abismos encontrei você caminhando solitariamente por uma estrada ainda desconhecida por você. Um jovem inexperiente tentando se salvar da solidão.

Encontrei seu olhar perdido num caminho triste e solitário. Compenetrado em seus sonhos, mas distraído suficiente para ser flechado pelo esperto Cupido...Ah, sábio Cupido agradeço a Ti por me dar a oportunidade de encontrar um príncipe cheio de defeitos, mas com qualidades maravilhosas que me amou desde nosso primeiro encontro.

Em tua companhia não dei mais de cara com a solidão e a depressão.

Suas mãos eram meu cenho de proteção e carinho. Quando se fecham tornam-se uma prisão para meu amor à ti...Que doce prisão!

Longes de ti é como se eu voltasse à beira do abismo e o fitasse. Encarava-o como se me jogasse dele fosse minha salvação do castigo de não o ter ao meu lado.

As horas longe de ti são como torturas dadas pelos carrascos medievais.

Quando retorna sou como a esposa que espera ansiosamente pelo seu amado ou a noiva que não se contém de felicidade porque verás seu amado noivo.

Insegurança rondas meu coração quando vejo alguma donzela a ti rodear. Sinto-me como uma leoa pronta para defender seus filhotes das patas agressivas do leão. Sinto-me como se o perigo me chamasse para destruí-lo. Só amando para se conhecer a face dura do ciúme.

Teus lábios são os mais deliciosos doces que já provei. Encara-os como fossem as maçãs-do-amor que os vendedores vendem nos parques de diversão.

Entreguei-me completamente a ti. Nada em mim é oculto a ti. Nada em mim pertence à outro. Sua tua como a luz do Sol é da Lua.

Somos como a Lua e o Sol. Nos completamos perfeitamente.

Obstáculos surgiram em nosso percurso amoroso. Grandes feras nos ameaçaram devorar vivos, mas juntos os matamos. Bruxas e seres mágicos quiseram acabaste com esse romance. Pura inveja de quem nunca se deu ao trabalho de amar e ser amado.

Como detesto quem não amas. Nunca saberá o que é viver…Amar é viver!

Liberdade! Liberté, mi amour!

Com você sinto alívio e medo...Ah, amor por que ousas ser tão dualístico? Por que adoras ser contraditório?

Ah, deus Afrodite abençoas meu romance. Não desvia teu olhar desse amor. Abençoa com tuas mãos esse sentimento puro, sincero e sem intenções impuras. Olhas para esses dois seres humanos que precisam de tua proteção para sobreviver diante uma sociedade que não se permite ver ninguém feliz e genuinamente bem.

Deuses do Olimpo abençoe esse amor tão sublime como o amor das ninfas pelo deus Apolo e sua beleza e inteligência. Oh...Zeus estenda teu poder sobre nós e joga sua força e coragem para enfrentamos os problemas diários...Athenas abençoe-nos com sabedoria e inteligência para terminamos nossos conflitos com amor e sem nos magoamos...Apolo joga sobre nós tuas lindas bênçãos...derrama sob esse casal jovem a beleza celestial que é amar e ser amado...pedes as ninfas que levem sussurros de incentivo diários para nos fortalecer como um só. Poseidon...deus dos mares e de todos as águas...que a cada soar da nascente do rio até seu leito e o barulho avassalador e autoritário dos oceanos nos tragam sua voz de aprovação ao nosso humilde, mas sincero amor.

Que essa galácia abençoe esse amor...que nos abençoe com um amor puramente incondicional. Que escolhemos sempre nós e não o Eu. Que nada é mais importante que o Amor. Que nem ouro ou prata é mais importante que esse sentimento. Que nada e ninguém...nem mesmo o Acaso nos atrapalhará.
E meus pensamentos retornaram desse delírio divino após fitar o meu cavaleiro que cruzara meu caminho nesse instante com um sorriso digno dos céus e que fizeram meu corpo sentir borboletas voando em meu estômago. Era Ele...eu era sua e seu sorriso direcionado a mim era a confirmação que o Destino estava ao nosso favor...


Era o começo da Eternidade ao seu Lado...Amo-te, meu cavaleiro!


Trilha Sonora do Texto



Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Poesia que encanta a vida - 2016 | Todos os direitos reservados. | Tecnologia do Blogger