.2 de ago de 2015

[Resenha] Vingança Mortal - Raquel Machado

Nome: Vingança Mortal
Autora: Raquel Machado
Editora: Independente
Ano: 2014

N°de páginas: 117


SINOPSE:

Ao receber uma ligação sobre a morte de sua melhor amiga, Brenda volta a sua cidade natal, Lageado Grande. Lá ela vai ao velório de Nicole, onde encontra seu rosto marcado por facas. Uma dúvida surge: será que realmente foi um acidente como todos falam?
Ao voltar para casa algumas pistas aparecem, e Brenda fica obstinada a investigar a morte de Nicole. Ela decide então voltar as suas raízes. Porém, o tempo parece ter mudado muitas coisas, inclusive as pessoas que ela imaginava conhecer.
Envolvida em uma rede de intrigas, dinheiro, drogas e traição, ela se vê prestes a montar um quebra-cabeça, onde cada peça parece se encaixar com extrema exatidão. E a solução para esse mistério, pode revelar um segredo escondido há muito tempo.

Vingança Mortal é aqueles livros de leitura rápida e envolvente e recheada de mistérios que fazem seus pelos se arrepiarem a cada novo capítulo. É quase um convite irrecusável para uma investigação com meu querido Sherlock Holmes.

Brenda é uma mulher de 32 anos casada com seu amor de colegial Alan. Ele era aquele atleta alto, loiro e com um par de olhos azuis que paralisavam Brenda a qualquer momento que ele a olhasse.

A história começa com Brenda falando de sua atual situação no casamento, na qual encontra-se infeliz, pois sua vontade de ser mãe é imensa, porém seu marido diz que não é hora de ter filhos e isso gera desentendimentos e brigas constantes em seu matrimônio. Ela sente que Alan está ausente no casamento e sua única fonte de felicidade é seu restaurante, onde ela serve pratos típicos do RS e quitutes ensinados pela sua mãe, Dona Ieda.

Os capítulos iniciais são construídos a partir das lembranças de Brenda, após o recebimento da notícia da morte de sua melhor amiga Nicole. Ela era a jovem mais descolada no tempo do colegial. Era a jovem de cabelos roxos que se apaixonara pelo esquisito Cristhian. Eram mais que amigas. Quase irmãs, mas a mudança de Lageado para Caxias do Sul fez com que se distanciassem.

Brenda é sucumbida pela dor da perda de Nicole. Lembra do passado quando eram inseparáveis até o dia que se apaixonaram e cada uma seguiu seu rumo, assim como suas amigas Elenor e Alice. Brenda sente não ter se reaproximado de sua amiga.

Quando vai ao velório de Nicole desconfia da versão de que fora um acidente de carro, pois as marcas no rosto de Nicole são indícios de violência e agressão. Brenda começa a partir desse momento uma investigação solitária e descobre que sua cidade não é a mesma e seus amigos se transformaram e estão correndo riscos.

Descobrimos que os amigos de Brenda estão em meio a conflitos conjugais. Alice é agredida constantemente pelo seu marido Luís, pois ele se tornara um jogador e consumidor de drogas compulsivo. Perdera o emprego e fazia de Alice uma escrava. A outra amiga Elenor, também sofre com um casamento distante e cheio de desconfianças.

Brenda se junta ao marido de Nicole e compartilha suas suspeitas com ele. Começam então a investigar as evidências. A essa altura Brenda desconfia que seu marido fosse amante de Nicole, pois ouvira um recado dela na sua secretaria eletrônica no dia da morte de Nicole, onde ela pedia que Alan a encontrasse.

A narrativa leva os leitores à loucura, pois há muitas reviravoltas e no final descobrimos que o assassino era quem menos desconfiávamos e isso me chocou muito e preencheu minhas expectativas.
Viramos detetives com as evidências e depoimentos que Brenda descobre a cada novo capítulo. Percebemos que ela sempre fora a mais ingênua de seu grupo e nunca percebeu que nem todos dos seus amigos a amavam como diziam e descobrirá isso tudo com a morte de Nicole.

A capa do livro é sensacional. O olho de uma mulher cheio de medo das recentes descobertas e a perda de sua amiga combinaram perfeitamente com esse enredo de suspense e mistério.

O único ponto negativo que deve ser ressaltado aqui é falta de profundidade dos personagens da história. Isso se deve pela idade da autora na época que escreveu o livro. Ela tinha 16 anos e creio que nos próximos lançamentos teremos mais personagens e suas características bem preparadas.


3 comentários:

  1. Oi Joanice!
    Que sinopse é essa!
    Parece ser daqueles thrillers de tirar o fôlego com vários temas
    polêmicos ao longo da história,gostei!!
    Beijos!!

    http://livreirocultural.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem isso mesmo, Cláudio.
      Leitura rápida, mas de tirar o fôlego de qualquer leitor.
      Recomendo a leitura.

      Beijos

      Excluir
  2. Oi querida,
    Acredita que vi somente hoje a sua resenha? Amei querida todas as palavras e fiquei super feliz por ter conseguido atender suas expectativas. Como você disse tinha apenas 16 anos na época do Vingança então com certeza espero que meus próximos sejam ainda melhores e que nossa parceria dure.
    Beijos
    Raquel Machado
    Escritora Vingança Mortal

    ResponderExcluir

© Poesia que encanta a vida - 2016 | Todos os direitos reservados. | Tecnologia do Blogger