.30 de set de 2015

[Resenha] Em Busca das Borboletas II - Margarida Pizarro

Título: Em Busca das Borboletas – Volume II
Autora: Margarida Pizarro
Editora: Chiado
       Ano: 2014      
N°de páginas: 442
Resenha do Volume I

Sinopse:

Maria vivia a história de amor por que sempre sonhou, até o passado de Dale assombrar as suas vidas e a fazer entrar num pesadelo.
Será que o amor deles é forte o suficiente para ultrapassar os perigos que o passado dos Sloan pode trazer para as suas vidas? Será que esse amor conseguirá transpor as barreiras criadas por esses acontecimentos.
As dúvidas espalham-se e fazem-na pensar se realmente a sua história com Dale está predestinada a acontecer.
Um conto de fadas dos tempos modernos, que nos faz pensar se até mesmo o amor verdadeiro resiste a tudo.
Um maravilhoso e viciante romance que nos faz sonhar.


“É fazermos o nosso melhor
Para apreciar este passeio extraordinário
Que é as nossas vidas. ” (How long will I love you – Ellie Goulding)


A leitura dos dois volumes de Em Busca das Borboletas foi bem rápido. Quatro dias e tinha finalizado os dois livros sem paradas por cansaço do enredo, mas por parcelamento (risos). A história de Maria é muito doce e um verdadeiro conto-de-fadas com extras de vários casamentos, mortes e sequestros.

Falar de uma continuação é complicado, porque é IMPOSSÍVEL não falar do ocorrido no volume anterior, então quem não leu o VOLUME I não leia essa resenha. Evita estragar a leitura do livro I. Obrigada pela compreensão.

O volume final de Em Busca das Borboletas é a continuação da história da nossa narradora-personagem: Maria Mendes que anteriormente tinha se separado de seu amado bad boy Dale, mas como todos esperamos reatam o namoro após Maria descobri a verdade que estava por trás do término do relacionamento. Segredo? Só lendo para saber, amores.

As luzes guiar-te-ão até casa
E aquecerão os teus ossos
E eu tentarei consertar-te. ” (Fiz You – Coldplay)

Aqui é quase um conto-de-fadas digno de fazer inveja as princesas da fascinante Disney. Margarida Pizarro parece ter colocado todos seus desejos românticos em sua personagem. Digna de ganhar um pedido de casamento nos letreiros da Times Squares no coração da cidade que nunca dorme, Nova York.

A história se baseia no romance quase que grudento de Dale e Maria. Muitas vezes pensei como eles não enjoavam de ficar tanto tempo um perto do outro e a todo momento com beijinhos e afins. Nada contra, mas adoro meu espaço e individualidade também e parecia mais que eles viraram um só. Sei que falam que quando amamos sempre queremos o outro pertinho de nós e parece que a carência e a saudades aumentam quando a ausência é demais, entretanto Dale e Marai chegam a me dar nos nervos no nível de grude deles. Chicletes. Porém, o amor deles é puro e cheio de cumplicidade e paixão.

Por este momento em diante
Eu vou te amar, enquanto eu viver
Deste momento em diante. ” (From this moment – Shania Twain)

Todos sabemos o fim de contos-de-fadas, mas esse ganhar algo mais mágico. A vida sofrida de Maria como sua origem estrangeira. Vinda de uma família tipicamente portuguesa, sofrera muito para conquistar tudo que tem hoje. Como sabemos, os imigrantes sofrem em qualquer parte do mundo, mas nos EUA isso beira a quase uma briga nacional. Alguns a favor e muitos contra os imigrantes. Pura hipocrisia. Como se eles não fossem imigrantes quando saíssem de seus países. Ninguém sabe o dia de amanhã. Ninguém vive SOZINHO. Ninguém é melhor do que ninguém. Nem cor, raça, status social ou dinheiro na conta bancária. O que importa é o caráter e isso a família Mendes tinha se sobra. Quando vejo personagens latinos me sinto muito bem, porque me identifico mais com eles. E sendo portugueses é como eu estivesse no meio de amigos e a luta da família de Maria para se manter unida e trabalhando bastante para dar um futuro bom numa pátria que não é a sua é admirável e toca na alma de todos que leem esses livros.

Outro ponto que só cresce nesse volume é a amizade de Maria, Joan e Alícia. A amizade delas é linda como a do Rei Davi com o príncipe Jonatas. Um amor incondicional e fraternal. Parecia um encontro de almas. Se amam e se respeitam perfeitamente. São inesperáveis. Como amavam dizer: “ Uma por todas e todas por uma. ” Essas mosqueteiras são demais e nunca vou me esquecer da doçura e sabedoria de Joan e chorei com sua perda prematura de sua mãe; as loucuras descabidas de Alícia e a ingenuidade e romantismo de Maria.

Eu serei a luz para te guiar.
Descobrimos do que somos feitos,
Quando nos chamam
Para ajudar nossos amigos em necessidade. ” (Count Me – Bruno Mars)

O amor é o ponto central desse livro. “ Nada seríamos sem o Amor. ” Nada mesmo. A junção mágica e cósmica de pessoas com um só ritmo. Unha e Carne. Almas gêmeas que até então não tinham se encontrado. Nada na vida é por acaso e amar é sem dúvida é a melhor dessas coisas.

Amor é luz que certamente brilha
Nos corações daqueles que o conhecem. ” (Tell Him – Celine Dion & Barbara Streisand)

O amor familiar nas famílias de Joan, Alícia, Dale, Maria e tantos outros personagens. O amor fraternal como a amizade de décadas das mães de Alícia, Joan e Dale que transpassa o plano que estamos e parece que estava nas estrelas. O amor puro e verdadeiro de Dale e Maria; Joan e Thomas e Alícia e Harry.

Os acontecimentos aqui podem ser bem previsíveis, mas nos dias atuais são raros. Vemos e lemos tantas notícias boas que desacreditamos no Amor. Desacreditamos em nós mesmos. Pode ser um romance “mamão com açúcar, entretanto vai direto nos nossos corações. Abala nossos desejos mais íntimos de sermos amados e amamos como nós somos. Sermos aceitos com nossos jeitinhos e traços especiais.

Fiz o meu melhor;
Trouxe alguém para a felicidade.
Deixei este mundo um pouco melhor.
Simplesmente, porque eu estava aqui. ” (I was here- Beyoncé)

Aqui somos levados e embalados por uma trilha sonora maravilhosa. Margarida arrasou na escolha das músicas citadas no livro. Senti-me maravilhosamente bem. Chorei com muitas letras que faziam meu coração subir e descer como estivesse numa monta-russa. Meu coração desabou quando li a letra de When I look at you de Miley Cyrus. Essa música se encaixou perfeitamente no romance mais doce, suave e cheio de mistérios e dramas de Dale e Maria.

Encontre um mundo mágico cheio de amor, amizades verdadeiras, famílias que superam as dificuldades em meio a grandes perdas do passado e do presente, mas com traições e golpes dignos da Política Norte-Americanas acompanhada de uma trilha sonora digna de corações apaixonados.

É quando eu olho para ti.
Tu apareces como um sonho para mim...” (When I look at you – Miley Cyrus)





11 comentários:

  1. Não li o primeiro volume, mas acabei lendo a resenha mesmo assim, não me pareceu muito o tipo de leitura que gosto, mas estou procurando livros com citações musicais, quem sabe não é esse? Mas primeiro preciso ler o primeiro livro ^^

    www.poyozodance.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi, Joanice, tudo bem?

    Eu não conhecia os livros! Nossa, tanto grude assim? Eu amo muito meu namorado e não fico de grude! Então muito amor não justifica grude! hahahahahha
    Deve encher o saco, tem uma hora que a gente quer privacidade, ficar quietinha, sei lá...
    Não me interessei muito pela história, mas acho que leria se ganhasse de presente, por exemplo.
    Parabéns pela resenha!

    Beijo
    - Tamires
    Blog Meu Epílogo | Instagram | Facebook

    ResponderExcluir
  3. Olá!

    Como eu não li o primeiro volume, então dei uma rápida olhada na sua resenha rs Mas, achei a capa linda. Vo anotar na minha lista pra poder entender essa história!

    resenhaeoutrascoisas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Olha eu ainda não conhecia a obra e gostei bastante de tudo que você contou em sua resenha.
    Me chamou atenção porque aborda temas familiares e amizade. São gêneros de livros que adoro ler.
    Espero consegui-lo em ebook, porque já estou com tantos livros na estante que nem cabe mais. Mas mesmo assim amei. Espero gostar da leitura assim como você e que eu aproveite bastante também =]

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/09/resenha-o-segredos-dos-elfos.html

    ResponderExcluir
  5. Oieeee! Eu já tava lendo super empolgada aí vi : se não leu o livro um não leia esta resenha! kkkkkkkkk como não li mas sou curiosa dei uma olhadinha rápida mas super me interessei. Adoro essa linha de conto de fadas atuais. Bjosss

    http://porredelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Joanice, não conhecia a obra, mas por tudo que você falou ela parece ser bem linda e apaixonante mesmo.
    Fiquei curiosa, sem contar que essa capa é bem bonita.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
  7. Oiii!

    Eu não conhecia esse lvro e eu fiquei bem curiosa pela leveza que os dois parece ter (ler os dois em poucos dias não é para muito) gostei do que vi por aqui (mas pulei umas partes com medo do spoiler) a autora usou musicas lindas no livro <3 Adorei!!


    Beijinhos,
    www.entrechocolatesemusicas.com

    ResponderExcluir
  8. Oi!
    Achei esse livro bem interessante pela sua resenha, parece bem apaixonante esse livro, principalmente por ter musicas tão lindas junto a obra.
    E essa capa e marcador são lindos ;)

    ResponderExcluir
  9. Não li o primeiro livro,mas QUE CAPA É ESSA MEU DEUS?! <3

    ResponderExcluir
  10. Achei esse livro muito maravilhoso. A capa é muito atraente e essa é a primeira vez que eu leio uma resenha desse livro, então eu estou muito animada!

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oi, tudo bem?
    Achei bem interessante a premissa do livro e estou curiosa para ler os dois volumes. Apesar de não ser do gênero que eu costumo ler, sei que vou adorar a leitura. A capa dos livros ficaram lindas.

    Beijos, Gabi
    Reino da Loucura

    ResponderExcluir

© Poesia que encanta a vida - 2016 | Todos os direitos reservados. | Tecnologia do Blogger