.25 de fev de 2016

[Resenha] Como Cravos Azuis - Luan Martau

Título: Como Cravos Azuis
Autor: Luan Martau
Editora: Autografia
Ano: 2015

N° de páginas: 70

Sinopse:
O primeiro livro do autor, “Como Cravos Azuis” surgiu primeiramente como uma brincadeira que foi ficando séria ao longo do tempo. O livro traz poemas tanto sociais quanto sentimentais que tocam a alma, o coração e até a cabeça do leitor.



Quando Luan entrou em contato comigo para falar de sua obra e me disse que ele escrevia poesias, eu fiquei super ansiosa para conhecer o livro Como Cravos Azuis.

O livro é composto por diversos poemas e isso se caracteriza como Antologia Poética, na qual os poemas falam de diversos temas e demonstram a maturidade pessoal e métrica do compositor dos poemas. Luan tem apenas 17 anos, mas escreve poesia como grandes nomes da Poesia Brasileira.

O poema Uma Homenagem onde conhecemos a personagem Ana que aparente ser um objeto de desejo e amor do nosso Eu lírico. Ela é caracterizada como “ Ana... Mulher... Cortante…apaixonante mulher. Abrupta em palavras…tímida em vida. Corajosa…em simples atitudes[...]”

Nesse poema identifiquei um simbolismo bem explicito. Ana é a retratação do poeta. Todo poeta é simples em suas atitudes. Corajoso por natureza, porque enfrenta a vida com suas palavras e constrói e eterniza seu mundo mágico. Timidez na vida e forte com sua espada: A Palavra.

No poema da página 30 temos esses versos: “ A alma quando liberta... voa e vaga... sem rumo por estradas. ” Nesses versos temos uma apologia ao espirito inquieto que tanto Olavo Bilac falava em seus poemas. Nossa alma só encontrará paz fora de sua prisão – corpo – e será livre para viver sem a ameaça do pecado e dos desejos humanos.

O Negro é um poema que toca na ferida maior de nosso país multicultural: O Preconceito Racional. Luan com todo seu talento nos convida para reflexão e libertação do nosso preconceito através desse verso: “ Isabel foi apaixonada por um negro, um encantador... E agora vivemos livres..., mas presos por tanto preconceito. ”

Na página 37 temos um poema sem nome que retoma o assunto alma, mas acrescenta a nossa necessidade constante de mudança. Todos os dias estamos mudados. Uma hora somos o que restou do passado somado ao futuro não garantido. Outras não somos nada.

“ Tudo que tem forma muda. Até a essência.... Até a parte mais clara da alma.... Muda. ”

O livro é uma leveza apaixonante e extasiante. Um convite ao riso e a melancolia. Uma passagem para versos com extrema simplicidade, mas com temas delicados e atemporais. Um prisma que revela o Amor e a Loucura. Palavras de um jovem que sonha ganhar um Jabuti da Literatura e com isso marca uma geração com seu talento e perseverança.  



16 comentários:

  1. Olá minha amiga,

    primeiramente quero deixar meus parabéns pelo novo layout, adorei, segundo gostei muito dos marcadores e terceiro desconhecia essa obra. O livro deve ser bem legal, diversos poemas abordando sentimentos e aspectos sociais, gostei. www.sagaliteraria.com.br

    ResponderExcluir
  2. Gente, que capa luxo de linda!
    Passada a euforia da capa #sqn vamos ao título: mais poético, impossível. Olha, as poucas palavras que li de ‘Uma Homenagem’, realmente parece ser bem maduro e pensar que é um menino, só 17 aninhos... também gosto quando os poemas tende para o lado melancólico, confesso que fiquei encantada com sua resenha, mas bem que você poderia ter dado uma palhinha e colocado uma poesia :D

    ResponderExcluir
  3. eu adoro poemas, e fiquei curiosa pra conhecer o trabalho de um autor tão novo assim ^^
    A capa é uma poesia visual a parte *-*
    certamente eu gostaria de fazer a leitura...

    ResponderExcluir
  4. Eu sou completamente apaixonada por poemas e que capa é essa? que luxo, que delicadeza, me deixou apaixonada e gamada e louca, meu deus <3 a sua resenha ficou maravilhosa *-*
    Abraço

    ResponderExcluir
  5. Oiie
    não conhecia o livro mas espero poder ler e curtir, afinal, é uma leitura bem rápida e fiquei meio interessada depois da sua resenha, boa dica

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oiii
    Eu não conhecia o livro. deve ser pelo fato de que não leio poemas.
    O livro parece ser muito bom com uma leitura leve e gostosa, ótimo para quem gosta do gênero!
    Bjus

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Desconhecia o livro, mas sua resenha me deixou muito interessada por ele. Poesia que toca na alma sempre é gostoso de ler.
    Bjs,

    Juliana
    claqueteliteraria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Eu adoro poemas, não conhecia ainda esse livro, e adorei o tema dele. Sua resenha me tocou bastante e me fez ficar empolgada pela leitura.
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  9. Oi, achei bacana a ideia, mas não curto muito ler poemas e tal. Porém a ideia é boa, espero que o autor tenha sucesso. ;)

    HTTP://PORREDELIVROS.BLOGSPOT.COM

    ResponderExcluir
  10. Hello!

    Não conhecia o livro Como Cravos Azuis do autor Luan Martau, gostei de conhecer mais dele aqui no blog.
    Apesar de eu não ser fã de poemas, prefiro livros de historias com detalhes e maiores informações.
    Gostei da ideia que os poemas vao do riso a melancolia, despertando varios sentimentos.
    Beijos!

    Livros e Sushi • Facebook InstagramTwitter

    ResponderExcluir
  11. Eu não curto poemas... não conhecia esse livro, mas não me interessei. A análise que você fez, falando do significado de algumas coisas, eu nunca faria... nunca passariam pela minha cabeça essas ligações, apesar de terem feito total sentido quando você escreveu... realmente não acho que seja leitura para mim.

    Beijo.

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  12. Olá, atualmente tenho lido muitos livros de poesias, dependendo da temática central gosto bastante, pois há todo um sentimentalismo por trás dos textos, sentimentos presentes e vividos pelo autor. Isso é o que mais me fascina nesse gênero.
    Achei muito interessante o autor ter apenas 17 anos e mostrar tanta maturidade para compor um livro de poesias.

    Beijokas da Quel ¬¬
    Literaleitura

    ResponderExcluir
  13. Oi Jo!
    Amei seu lay, estou apaixonada, muito fofo!
    Bom, não sou muito de ler poesias, mas quando leio comentários positivos e com temas fortes eu me interesso. Que autor novinho né? Muito bacana! Quero conferir!

    Beijos!
    http://lovesbooksandcupcakes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Olá Ivanice, tudo bem?

    Eu já tentei ler muitos poemas ao longo dos meus 24 anos. Mas infelizmente não consigo entender a maioria do que os novos autores dizem. Sério. Fui revisar um livro assim, e a brisa do homem era tanta que, por mim, ele nunca seria publicado. Totalmente desconexo e sem sentido :/ .

    Que falta me faz Camões, em seu Lusíadas, rs.

    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Oii
    Eu confesso pra vc que tenho um sério problema com poesias... acho bonito, mas eu definitivamente nao consigo ler um livro inteiro apenas de poesias. Me mata né;
    Fico feliz que a leitura tenha sido boa para você, mas pelo que disse, infelizmente vou passar a dica.

    beijos
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  16. Oie,

    Eu gosto de poesias, acho elas lindas. Porém não sou boa em descobrir o que eu lírico quer passar, tenho que ler e reler dezenas de vezes para ter uma opinião concreta, pois a cada vez que leio, surgue um detalhe novo e que acrescenta algo na história. Não conhecia o livro e achei essa capa simplesmente linda, tão diferente das que encontramos hoje. Eu me arriscaria numa leitura.


    Mayla

    ResponderExcluir

© Poesia que encanta a vida - 2016 | Todos os direitos reservados. | Tecnologia do Blogger