.11 de fev de 2016

[Resenha] O Homem Invisível - H.G.Wells

Título: O Homem Invisível
Autor: H.G.Wells
Editora: Nova Alexandria
Ano: 2001
N°de páginas: 168


Sinopse:
Em uma noite gelada de fevereiro, surge numa cidade isolada na Inglaterra um desconhecido à procura de abrigo. Com o rosto coberto de bandagens, enluvado e de óculos escuros, esse homem misterioso, de pouca conversa, parece estar se recuperando de um acidente que o desfigurou. Pede à dona da estalagem um quarto reservado, onde possa passar os dias sem ser incomodado.

Mas a verdade está muito além da compreensão dos habitantes do vilarejo. Esse homem ríspido, que desde o início se indispõe com os demais, criou um método para se tornar invisível e caiu em sua própria armadilha: sem um antídoto, não pode voltar ao estado original.



O Homem Invisível é um clássico da Literatura Inglesa. Escrito pelo inglês Herbert George Wells que nasceu 1866 vindo para marcar gerações com sua Ficção Científica que questiona profundamente nosso pilar humano: A vontade de ter Poder.

“ Sua irritação parecia crônica e de grande intensidade. O hábito de falar sozinho tornava-se cada vez mais frequente. ”

O enredo do livro conta a história do nosso Homem Invisível que chega a pacata cidade de Iping e ao chegar já é motivo de fofocas e especulações. Mas por quê? Nosso querido cientista tem uma aparência bem diferente das pessoas de sua época. Alto, narigudo e com roupas que escondem bem seu corpo: Uma calça escura e folgada, uma camisa entre branco e marrom, um sobretudo que chega aos seus joelhos, além de um chapéu de aba comprida e olhos azuis. Até aí nada de tão diferente, porém nosso querido viajante é coberto por ataduras e deixavam apenas seu nariz do lado de fora.

Essas anomalias em suas vestimentas despertam a atenção de toda a cidade, principalmente pelos donos da pousada que o Homem Invisível estava. O Sr. e a Sra. Halls estavam com medo do comportamento de seu hóspede. Ele trouxera diversas caixas com líquidos e aparelhos para suas experiências que causavam seu isolamento e mau humor constante. Ele se irritava com facilidade e odiava ser questionado por qualquer pessoa.

Quando furtos começaram a acontecer nessa pequena cidade, as pessoas ficaram desconfiadas do nosso hóspede porque ele sumia constantemente e ninguém sabia para onde ele ia. Nosso Homem Invisível estava roubando para se manter e quando revelou sua invisibilidade para as pessoas, todos se chocaram e começaram a persegui-lo como ele fosse uma bruxa fazendo feitiçaria.

“ A invisibilidade só serve em dois casos: para fugir e para se aproximar. ”

H.G. Wells construiu um personagem carregado de loucura e uma obsessão sem freios pelo Poder e Glória. Ele fora no passado uma cientista e sua paixão pela Luz acabou resultando na Fórmula da Invisibilidade. O que não ocorrera ao Homem Invisível fora o seguinte questionamento: Qual a necessidade da Invisibilidade? Quais as vantagens de ser invisível? Quais as consequências dessa coberta? E a reação das pessoas?

Nosso Homem Invisível fora perseguido em todos os lugares que passava e tornou-se um inimigo a ser eliminado. O autor discute com maestria nossa vontade de sempre ter mais poder do que já conquistamos. Nos comparamos com heróis de quadrinhos e filmes de aventura e esquecemos que tudo isso não passa de simbolismo e utopia. O Homem pode alcançar a Invisibilidade, mas pergunte-se sinceramente: Para quê? Será que poderes sobrenaturais são traços de uma Bom Caráter? Lembrem-se: “Grandes poderes trazem grandes responsabilidades. ”

“ A ambição... de que serve uma posição de destaque quando não se pode aparecer. ”

Uma narrativa curta e bem elaborada que traz emoção, angústia, desespero e compaixão com nosso Homem Invisível. Ele representa nossos anseios desenfreados por uma vida ilimitada e carregada de derrubadas de moralismos e a própria ética. O Homem Invisível nada mais é que o retrato da falta de juízo e a paixão avassaladora pelo crime e nossa necessidade de ser amado e temido.

H.G.Wells nos leva para uma história “ cheia de tensão e suspense, fazendo com que a narrativa se desenvolva em cortes rápidos de cena, proporcionando uma grande expectativa ao leitor. ” 



8 comentários:

  1. Eu amo ficção cientifica. Já gostei do livro pela sinopse e adorei pela postagem. Achei curioso o fato dele ter poucas páginas, preciso ler e ver como o autor administrou a historia nesse pequeno espaço. Confesso que quando li na resenha "Quais as vantagens de ser invisível?" lembrei do As Vantagens de ser invisível. Parece uma leitura muito boa e intensa. é interessante também porque serve pro leitor refletir sobre suas próprias ambições.

    ResponderExcluir
  2. A sinopse já me deixou curiosa... a resenha então!! rsrsrs
    Não conhecia, mas vou acrescentá-lo a minha lista!!

    bjs
    www.livrosdabeta.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi, Joanice
    Então, já assisti à adaptação desse clássico e gostei bastante, mas, na época, nem sabia que existia um livro. Legal, vou procurar pra lê-lo, porque acho essa história muito interessante e deve ser uma leitura bem breve.
    Sobre o filme, parece que vai até ter um remake, estrelado pelo Johnny Depp.

    Beijo,
    João Victor - De cabeça para baixo | All POP Stuff

    ResponderExcluir
  4. Oie
    bela resenha e já ouvi falar bastante do livro mas não é algo que arriscaria agora mas com certeza mais para frente

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Joanice, quando era criança li um livro do menino invisível e esse eu adorei.
    Sei que no caso do homem invisível eu já não iria gostar pelo fato de ser ficção científica e é algo que não consigo gostar.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
  6. Olá minha amiga, tudo bem?

    Adoro H. G. Wheels, estou doido para conseguir A Guerra dos Mundos. Acho um tipo de leitura que fluí, leve e que está inserido em ficção. www.sagaliteraria.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oee,
    Eu não sou o maior fã de clássicos, mas espero ler alguns e esse já esta na lista.

    Abraços!
    http://lendocomobiel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oiee
    Gostei da resenha e achei o video bem interessante, porém infelizmente nao me interessei muito pela historia... acho que ela não faz o meu estilo :/

    beijos
    Livros & Tal

    ResponderExcluir

© Poesia que encanta a vida - 2016 | Todos os direitos reservados. | Tecnologia do Blogger