.31 de mar de 2016

[12MESESDEPOE] Hop- Frog

Desafio: #12MESESDEPOE
Conto: Hop - Frog
N°de Páginas: 07
Ano: 1849


Sinopse:
"Hop-Frog" (originalmente "Hop-Rã, ou, os Oito acorrentados Ourangoutangs") é uma história curta pelo escritor americano Edgar Allan Poe , publicado pela primeira vez em 1849. O personagem-título, um anão tirado de sua terra natal, torna-se o bobo da corte de um rei particularmente gostava de brincadeiras. Se vingando do rei e seu gabinete para golpear seu amigo e companheiro anão Trippetta, ele se veste-los como orangotangos para um baile de máscaras. Na frente dos convidados do rei, assassinatos Hop-Rã-los todos, definindo suas fantasias no fogo, antes de fugir com Trippetta.

"Jamais conheci alguém que fosse tão vivamente dado a brincadeiras como o rei. "


Esse conto é destinado ao mês de Março do Desafio #12MESESDEPOE e foi uma leitura bem macabra e intensa.

Hop-Frag é uma anão que foi sequestrado de seu país de origem desconhecida(alguma terra Viking) juntamente com outra anã dançarina, Trippetta e juntos trabalham para o inescrupuloso rei que destruiu seus lares.

O anão é o bobo que diverte o rei e seus ministros. Sempre com apresentações engraçadas e carregadas de veneno contra o governo e caráter da autoridade real. Ele é um homem sem simpatia alguma por ninguém naquele local, somente com sua amiga Trippetta que é adorada por todos, por possuir um talento nato para encantar todos.



Hop é aceitado na corte por causa de sua amiga, já que parece não querer se encaixar num lugar que exala crueldade e barbaridades sem tamanho. No entanto, é um homem com habilidades inegáveis para organização de festas e requintes de grandes celebrações, por isso sempre é requisitado para arquitetar o Baile de Mascarados para o rei.

No dia do baile, Hop é chamado juntamente com Trippetta para comparecer a sala particular do rei. Lá ele é obrigado a beber vinho, mas ele não consegue pensar corretamente quando fica bêbado e acaba perdendo a sanidade por isso.

Ele bebe contra sua vontade e é tomado pelo seu ódio por todos ali. Trippetta é agredida pelo rei, pois defendeu seu amigo dos insultos dos rei, já que Hop simplesmente começa a ranger os dentes para o odioso e preguiçoso rei e isso gera um caos na sala, porém tomado pelo desejo de vingança, Hop arquiteta um plano infalível que saciará sua sede de sangue real.

 "Um rei que não tem escrúpulos em espancar uma moça indefesa, e seus sete conselheiros, que lhe encorajam as  violências. Quanto a mim, sou simplesmente Hop-Frog, o truão, e essa é a minha última truanice."

O conto é um auto-retrato do excepcional Edgar Allan Poe. Hop tem os traços do escritor. Desde suas tiradas ácidas até sua sede de vingança por tudo que sofrerá com seu pai e com as decepções da sua vida.

O final do conto é aterrorizante e digno para a correção de um ditado popular: " A vingança é um prato que se come de forma lenta e quente."



7 comentários:

  1. Oie!
    Não sei se encararia esse conto rsrs, sou medrosa, não curto terror e horror, porém, acho que se fosse tratada tão mal por esse rei, também iria me vingar. ù_ú
    Bjo
    www.viciadosemleitura.blog.br

    ResponderExcluir
  2. Oi Joanice, tudo bem?
    Eu já li alguns contos de Poe, mas infelizmente ainda nao li esse e nem o conhecia, por isso muito obrigada pela indicação. Gosto bastante do gênero abordado em seu texto.
    Beijos, Fer

    ResponderExcluir
  3. Oi
    Tudo bom?
    Nossa, que tenso hein?
    Acho que não leria, mas tenho uma amiga que sem duvidas vai amar, vou indicar a ela!
    Nunca li nada do Poe, vou procurar algo mais próximo ao meu gosto.
    Bjos

    ResponderExcluir
  4. Oi, não conhecia o conto, mas fiquei curiosa sobre ele. O livro aparenta ser bem interessante.

    http://mysecretworldbells.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oiee

    Adorei!!!
    Principalmente a frase final da resenha rs.
    Adoro histórias aterrorizantes, fiquei super curiosa.

    bjs
    Fernanda
    http://pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oii, sempre falo que não sou fã de ler conto pois acho que não dá tempo de você realmente adentrar na história.
    Mas através da sua resenha tive a impressão que este apenas com sete páginas, consegue nos prender...
    Parabéns,
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Olá!

    Eu gosto muito de Poe, mesmo sem conhecer muita coisa. Queria muita participar desse desafio, acho que vou aderir, fico enrolando e lá se foram 4 meses já!

    Bjus
    Blog Fundo Falso

    ResponderExcluir

© Poesia que encanta a vida - 2016 | Todos os direitos reservados. | Tecnologia do Blogger