.22 de mar de 2016

[Resenha] Épicos Homéricos - Maurício Coelho

Título: Épicos Homéricos
Autor: Diversos(Coletânea)
Editora: Independente
Ano: 2015
N°de páginas: 76

Sinopse:
“A mitologia grega está presente em vários costumes da sociedade atual. Sua influência vai desde esportes até nome de ossos humanos e nomes científicos de espécies. Seus conjuntos de mitos são inspirações para dezenas de filmes, seriados, teatro e livros ao longo do tempo. Em homenagem a um dos maiores poetas da Antiguidade, a antologia Épicos Homéricos traz nas páginas deste livro heróis, criaturas, deuses e uma infinidade de personagens que os autores selecionados para compor esta antologia são capazes de criar. Uma alegria em cada conto tão bem desenvolvido e escolhido, entre tantos, para você, leitor”.

Fico extremamente empolgada quando conheço escritores talentosos e que sabem muito tem aliar Mitologia Grega com nossa sociedade atual, assim criando uma obra atemporal e única.


Na antologia Épicos Homéricos temos um conjunto de treze contos que trazem a junção do Olimpo com os meros mortais. Uma união muito agraciada no meio literário e que tem fãs pelo mundo todo.

No conto "Catilina versus Cícero" temos uma história de traição e corrupção no governo romano, na qual temos a interferência do poder vindo dos deuses gregos. Existe um traidor e aparentemente esse sujeito de caráter corrompido está muito próximo de dar vazão a uma guerra sanguinária e destruidora.

"Grandes navegadores descansam em um túmulo azul repleto de corais onde os deuses eram cruéis e os homens mais ainda. "

Em "Sangue no Mar" adentramos numa aventura de tristeza e melancolia extrema. Somos levados como telespectadores quando um reencontro surpreendente e chocante se desenrola diante os olhos de Poseidon. Um espírito aprisionado vaga de forma prisioneira juntamente com seu carrasco que assusta seres humanos desavisados que se acham fortes bastante para enfrentá-lo. Esse pobre espírito é de uma linda menina que canta tristemente pela sua dor e morte dos seus pais. O que esse espírito não esperava é se reencontrar com o homem(monstro) que matou seus pais e a destinou aquele inferno. 

Será que haverá vingança? O perdão pode existir em uma história assim? Será que nosso terrível assassino espera a libertação de seus pecados?

"Estava cansado de ser um peão dos deuses, cansado há muito tempo. "

No conto "Do outro lado" temos uma passagem de três almas para o Submundo e uma discussão bem interessante sobre o Saber. Caronte que é o barqueiro que atravessa as almas do mundo para seu julgamento não gosta muito de conversar com seus passageiros, mas acabou sendo atraído quando escutou que existe lugares melhores e mais "humanos" mundo afora. Essa história nos mostra que sempre haverá diversas visões sobre o mesmo assunto e que diferentes perspectivas podem levar o ser humano a um caos interior e até uma introspecção necessária para o nosso viver.

"— Vós é que sempre quisestes ignorar o tempo interior, aquele que cada um vive, apesar da chuva ou do sol que se faz sentir, apesar da idade que se tem. Sois uns materialistas pobres de espírito. Sim, claro que sou vosso filho e de minha mãe, Psiquê. "

No "O Outono na Vida" temos uma reunião bem interessante e filosófica. Crono( o Titã do Tempo) chama seus dois filhos - Tempo Cronológico e Tempo Meteorológico para uma conversa sobre a reclamação das estações do ano. Tempo Cronológico diz que o Tempo Meteorológico é o culpado pelo outono está há mais tempo nos a humanos  e isso causa uma constante atividade de reflexão e isolamento social. As acusações rolam de ambos os lados e somente no final sabemos quem é o real culpado da introspecção humana e a necessidade crescente de avaliar a si mesmo e ocasionar um estado de melancolia nos homens.

"A História do Deus do Amor"temos uma pitada de ironia e diálogo entre o Amor e a Prudência. Temos Eros que é o deus do amor carnal(paixão) que vive uma aventura com a finalidade de se tornar um deus e Eros tinha que escolher entre seguir sua vida normalmente ou salvar a Humanidade.

"Os seres humanos ainda são vulneráveis a sentimentos e assim queremos que seja sempre. Despreocuparão em se desenvolverem tanto amando outras coisas. Afrodite é a deusa do amor e é eficaz. O amor é mãe de todos os sentimentos. Inclusive do ódio. "

No contro "Corrida para a Ilha de Creta" temos uma analogia interessante: Zeus, Poseidon e Hades disputam uma aparente aposta inofensiva. A aposta era que quem chegasse primeiro a Ilha de Creta ganharia um santuário na ilha. Fechado o acordo, os três saíram usando seus poderes. Hades já sabia que perderia, porque seus irmãos são imbatíveis. O que os dois primeiros não sabiam é que sua estúpida aposta iria gerar destruição por todos os lugares que eles passariam e isso consequentemente mudaria o final da história.

Em suma, esse conto demonstra o quanto gostamos de exibir nossa força e talento para intimidar os outros e demarcar poder e autoridade e isso muita vezes causa caos e sofrimento para todos que estão ao nosso redor.

"Os humanos possuem alguma coisa em sua essência, que nem mesmo Apolo pode compreender em plenitude. Existe algo que não os deixam desistir em nenhuma situação, seja durante a guerra ou durante a paz."

"O Filho de Morfeu" temos uma curiosa revelação: Os deuses do magnífico Olimpo invejam os seres humanos. Por que? porque conseguimos encontrar beleza em meio a um deserto de calor que vai além do suporte humano...conseguimos detectar a esperança em meio a dor e a guerra e isso gera uma admiração dos deuses pelos mortais.

"Tudo que eles fazem, tudo pelo que lutam, é movido apenas por um sentimento; esse mesmo sentimento toca os homens na terra de formas distintas, mas causam o mesmo efeito. Eles jamais desistem. "

Finalizando essa magnífica antologia temos o conto do organizador da coletânea( Maurício Coelho) "Asclepíade" que conta a revolta que Hades externou por um médico que estava curando as pessoas no Mundo acima do seu. Isso o enfureceu, porque o Submundo tinha poucas almas e isso mostraria que ele era um fracasso diante seus irmãos, então ele teve a boa ideia de destruir quem estava fazendo seu negócio declinar. Nessa história temos uma visão dualística: Numa Hades tem todo o direito de se preocupar com seu "negócio", porque é seu dever cuidar do Submundo e temos a visão do nosso doce médico que simplesmente está fazendo seu trabalho com zelo.

Épicos Homéricos entrou para o meu Roll de melhores livros de contos de todos os tempos, pois aliou conhecimento, filosofia, prudência, mitologia grega e ironia.





12 comentários:

  1. Oi Joanice,
    Eu amo mitologias, principalmente a grega, e acho que foi umas das primeiras histórias que me interessaram. Não conhecia esse livro, mas como esperado, fiquei mega curiosa para conferir também. Ainda mais depois que você disse que entrou para seu roll de melhores livros de contos. Quero ler para ontem!!!! Muito obrigada pela indicação.
    Beijos, Fer

    ResponderExcluir
  2. Olá,
    Sua resenha está muito boa, parabéns, a premissa do livro parece interessante, mas não me atraiu tanto assim tenho que assumir, mas fico feliz por ter gostado da leitura.

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. A História do Deus do Amor me pareceu a melhor de todas. Gosto muito de contos e crônicas no geral.
    E um livro que tem mitologia deixa a obra charmosa demais. Um aprendizado a mais, claro.
    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
  4. Oi, eu adoro a mitologia e amo contos então eu acho que é uma ótima pedida esse livro. Achei os contos que você citou mais interessante que o outro e com certeza procurarei saber mais dele e lê-lo.
    bjus
    http://recantoliterarioeversos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oii.
    Ainda não li esse livro, mas já ouvi falar muito e fiquei interessada, já que mitologia grega é maravilhosa. Aind mais no caso desse livro que é a base de contos, ou seja, você não precisa seguir uma ordem cronológica para acompanhar.
    Super beijo.

    ResponderExcluir
  6. Não gosto muito de ler coletâneas, pois eu tenho o péssimo hábito de procrastinar a leitura... kkkk.... Estou lendo um livro agora que é a obra completa de autor que só publicou contos, os textos são soberbos, estou amando... mas já estou enrolando. Fico feliz que tenham gostado tanto.

    Raíssa Nantes

    ResponderExcluir
  7. Meu comentário porque estou indo procurar o livro pra comprar...

    Amo mitologia e de acordo com sua resenha o livro é ótimo. Preciso ler o mais rápido possível.

    Bel Góes

    ResponderExcluir
  8. Adoro mitologia grega e todas as histórias relacionadas a ela!! *_____*
    Parabéns pelo blog!

    Leitora Compulsiva
    http://olhoscastanhostambemtemoseufascinio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Adoro livros que falam sobre mitologia, especialmente a Grega, tenho um livro chamado As Mais belas Lendas da Mitologia Grega e é super interessante, se tiver oportunidade leia ele, você vai adorar.
    Gostei de você separar a resenha por contos e não apenas do livro de uma forma geral, pois assim podemos fazer uma análise mais completa sobre as tramas que envolvem cada história.
    Difícil pra mim escolher um que mais gostei, pois amante que sou da mitologia Grega, todos me fascinaram.
    Parabéns pela resenha, está impecável.

    www.detudopouco.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada linda! Fiquei até vermelha com o elogio rsrs.

      O livro é uma coleção de contos e acho essencial cada conto ter sua descrição, porque são diferentes e muito bem construídos.

      Vou procurar o livro que recomendou. Tenho uma fascínio por livros de Mitologia Grega.

      Beijinhos e obrigada pela visita.

      Excluir
  10. Oi, não conhecia o livro, mas ele já me conquistou por falar de mitologia, e eu adoro mitologia.

    http://mysecretworldbells.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Hello!
    Não sou muito de ler contos, mas esse de mitologia grega me deixou bem curiosa.
    A ideia do livro é mtooo boa e com certeza pelo assunto ja vi que vou amar.
    Que bom que se tornou um dos seus preferidos, animei de conhecer.
    Beijos!

    Livros e Sushi • Facebook InstagramTwitter

    ResponderExcluir

© Poesia que encanta a vida - 2016 | Todos os direitos reservados. | Tecnologia do Blogger