.25 de abr de 2016

[Nova Parceria] Judie Castilho

Olá amores, voltei com novidades: Temos mais uma autora nosso Roll de Parceiros do blog! Ebaaaaa! A linda Judie Castilho agora é nossa mais nova estrela por aqui, então vamos conhecer mais um pouco sobre ela e sua obra.


NÃO, NÃO ESTAMOS SOZINHOS NO UNIVERSO...

Distribuídos pelas galáxias deste infinito universo, há muitos planetas com flora e fauna abundantes e, em vários deles, há sim, vida inteligente.

E é num destes planeta, Frantila, que começa nossa história... Um triângulo amoroso diferente de tudo o que você já viu.

Haysla e sua amiga, Violyt, estão começando uma nova fase em suas vidas. Depois de passarem muitos anos na Terra, enfim chegou o dia pelo qual elas tanto esperaram. Elas estão ingressando na Academia Frantila, a escola mais prestigiada e disputada do universo.
Mas as coisas não serão nada fáceis para elas.

A União Universal e seus 16 planetas aliados acreditam estar cada vez mais unidos e poderosos. Mas uma grande conspiração intergaláctica está se formando... Seus inimigos não querem mais viver à margem do universo. E eles estão extremamente unidos e organizados e, o pior, decididos a destruir a União Universal e tomar para si o controle do Universo. Mas ainda lhes falta um algo a mais, uma arma tão poderosa que lhes faça invencíveis diante do implacável exército da União Universal...
Para complicar ainda mais as coisas, Haysla está vivendo um complicado triângulo amoroso.

Assim que chega à Academia Frantila, ela se encanta por Benjamin, um homem lindo e muito sedutor. 

Mas Benjamin não é um homem qualquer... Além de coordenador e professor da Academia Frantila, ministro da União Universal, e o homem mais cobiçado da cidade, Benjamim é um Klyso. 

Os Klysos são os habitantes do planeta Eklyeses, e são o povo mais poderoso entre os aliados. Com total controle de sua mente, eles possuem fantásticos dons sobrenaturais. 

Além disso, os Klysos produzem em seu organismo uma incrível e cobiçada substância, a ekliefina, que faz com que eles vivem por, aproximadamente, 900 anos de vida. E a ekliefina, se ingerida regularmente, pode fazer alguns seres viverem também por cerca de 900 anos. Isso faz com que os inimigos da União Universal, numa insana busca pela longevidade, vivam uma constante caça ao sangue Klyso. Para proteger-se desta caçada, os Klysos vivem enclausurados em seu planeta, vigiados com todas as forças pela União Universal. 

Bem, quase todos os Klysos vivem enclausurados em seu planeta... Benjamin não aceitou ser recluso em seu próprio planeta e, mesmo sabendo do risco que correria, optou por sua liberdade. 

Mas não é nada disso que faz de Benjamin o anti- príncipe de Haysla. O real motivo é que os klysos, além de serem o único povo do universo a produzir a ekliefina, também são o único povo que produz veneno. Para os habitantes de alguns planetas seu veneno não representa risco algum, para outros, é fatal. 

E... Por uma brincadeira sarcástica e perversa que num dia de um humor sombrio o destino resolveu pregar, Haysla tem o organismo intolerante ao veneno de Benjamin. Se uma única gota de qualquer fluido de seu corpo entrar no organismo dela, ela morre... em poucos minutos. E não há antídoto, não há remédio.

Mas esta impossibilidade não fora forte o bastante para frear o enorme amor que nasceu entre os dois, 

Um amor compulsivo, ardente, avassalador... 

E para não enlouquecer por causa deste amor, Haysla se envolve com Keynel, um lindo estudante da Academia Frantila. Dono de uma força surreal, uma velocidade incrível, um corpo muito musculoso e uma personalidade cativante, Keynel se torna, para Haysla, um antídoto contra a tristeza... E ao lado dele, Haysla vive uma história romântica, leve, divertida...

Mas Haysla não é o tipo de mulher que se contenta com prêmios de consolação... Definitivamente, ela não é.

Com uma personalidade muito forte, Haysla é uma jovem audaciosa, corajosa, impulsiva e imprudente... E para ter a chance de viver este amor, Haysla não temerá consequências, e pode pôr o universo em sérios apuros. 

Porque... Quando a paz no universo está ameaçada, um amor impossível pode se tornar uma poderosa arma nãos mãos inimigas.


Eu sou Judie Castilho, casada, mãe do Nícolas e escritora da saga ‘Sob a luz das galáxias’. 

Sou apaixonada por livros... Leitora compulsiva mesmo, daquelas que se esquecem de comer e varam a madrugada lendo. 

Sempre tive muitas histórias povoando minha mente, mas nunca dei vazão a estas inspirações. Até que há pouco mais de seis anos, uma história começou a martelar na minha cabeça bem mais que o normal. Quanto mais eu tentava ignorá-la, mais e mais ela martelava. Bem, ela tanto insistiu, que eu desisti de resistir e pus-me a escrevê-la. 
Comecei a gostar da brincadeira e mandei os primeiros capítulos para algumas pessoas... me surpreendi com a empolgação com que minha história foi recebida pelos meus leitores cobaias. 

Como a história já estava bem detalhada na minha mente, eu finalizei o livro em poucos meses e, por ter ficado bastante feliz com o resultado, resolvi mostrá-lo para mais alguns poucos amigos/leitores cobaias. 
Mas, após ter feito isso, o livro ficou por todos estes anos criando teias de aranha virtuais nos arquivos do meu Word. E apesar da insistência e dos constantes incentivos de meus escassos leitores, eu não fiz nada para tirá-lo de lá, do fundo desta gaveta virtual. 
Sinceramente, toda aquela história de bater de porta em porta nas editoras, procurar agentes, tentar convencê-los a pelo menos ler o livro... Só de imaginar já me dava agonia... Então eu apenas postergava. 
Mas eis que a era digital nos trouxe uma maneira mais democrática e simples de publicar um trabalho, e agora lá está meu livro, não mais em minha gaveta virtual particular, mas nas prateleiras virtuais da Amazon. Pelo menos por hora... Um dia minha história será contada nas folhas de um livro físico. 

E agora estou vivendo a melhor parte disto tudo, que é ver meu livro agradar os leitores, e me deliciar com comentários e elogios que surgem em diferentes lugares, de leitores que nunca vi, mas que dividem comigo a paixão por este universo tão diferente que eu criei. 

Dizem que na vida todos têm que escrever um livro, ter um filho e plantar uma árvore, então, agora preciso ir atrás de algumas sementes.

Um comentário:

  1. Oi Jo! Parabéns pela parceria! Não conhecia a autora, adorei a sinopse da obra (e preciso dizer que essa capa é simplesmente perfeita), já estou interessada rsrsrs. Espero resenha.
    Sucesso!!
    Beijos
    http://lua-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

© Poesia que encanta a vida - 2016 | Todos os direitos reservados. | Tecnologia do Blogger