.27 de jul de 2016

[Seriando] Stranger Things


Título: Stranger Things
Produtora: Netflix
Ano: 2016
Gênero: Suspense/Terror
Duração: 48 min
N° de Capítulos: 8
Elenco:
Winona Ryder
David Harbour
Finn Wolfhard
Millie Bobby Brown
Gaten Matarazzo
Caleb McLaughlin
Natalia Dyer
Charlie Heaton
Cara Buono
Matthew Modine

Sinopse:
Ambientada na fictícia cidade de Hawkins, Indiana, Stranger Things decorre no ano de 1983 e conta a história de um garoto que desapareceu misteriosamente. Enquanto procuram por respostas, a polícia, a família e os amigos do menino acabam mergulhando em um extraordinário mistério envolvendo um experimento secreto do governo, forças sobrenaturais e uma garotinha muito estranha.




A série é um enredo de muitas e muitas referências e a galerinha que é ligada com os trabalhos de Stephen King e filmes e jogos do anos 80 vai entender algumas falas e imagens que aparecerem frequentemente nos capítulos.

A abertura da série é uma homenagem ao livro Trocas Macabras de King e a música da abertura é uma referência direta ao clássico trabalho de John Carpenter em Halloween. Blade Runner e Gatinhas e Gatões também inspiraram o tom da abertura.


A turminha acima são os atores principais da série: Da esquerda para a direita: Lucas, o que sempre tem razão na equipe; Will, o desaparecido, Joyce, a mãe desesperada para encontrar seu filho e ama quebrar telefones; Eleven(Onze), a garota que fugiu do laboratório que fazia experiências macabras nela e Dustin, o mais inteligente e engraçado da série.

O enredo não tem NADA DE NOVO, porém nem por isso perde em qualidade. Tudo gira em torno do desparecimento de Will que faz parte do grupinho/equipe de amigos formada por Dustin, Mike e Lucas num dia que ele retornava da casa de Mike e é perseguido por uma criatura bem estranha e que consegue pegá-lo e a partir daí o drama da série é montado. Sua mãe - Joyce - sente-se culpada porque só sente a falta de Will na manhã seguinte, mas vamos dar um desconto porque ela trabalha demais no mercado e o filho tinha costume de chegar da rua e ir tomar banho, jantar e dormir e somente quando chega a hora dele ir para escolha é que Joyce e Jonathan(irmão mais velho dele) percebem a ausência do menino.


Ligações e mais ligações e nada de Will aparecer. O desespero começa a reinar no coração de Joyce e ela perde o pouco equilíbrio emocional que possui. Vai na casa dos amigos de Will, chama o delegado Hopper e começam as buscas. Dustin, Mike e Lucas que amam seu amigo montam uma estratégia para achá-lo e adentram a floresta que circula a cidade e se deparam com uma garota de cabeça raspada e que pouco fala - Eleven ou simplesmente El - e Mike que tem um coração de ouro leva a garota para sua casa.


Com o tempo descobrimos que o monstro fugiu do "Mundo Invertido" que nada mais é que a inversão do nosso mundo real( algo estudado por físicos, principalmente Stephen Hawkings) e que é carnívoro e encontrou na cidade, um verdadeiro paraíso para sua fome. Então, será que Will virou "lanchinho" do monstro ou conseguiu escapar de suas garras?


O suspense da série se concentra na incerteza da sobrevivência do pequeno Will. Sua mãe tem certeza que ele está vivo e ficamos na dúvida, porque ela se comunica com "ele" pelo pisca-pisca de Natal. Como ele está no Mundo Invertido e adentra própria casa nesse mundo a eletricidade percorre o pisca-pisca e assim não sabemos se é realmente o garoto ou apenas o monstro enganando Joyce.


Não posso mais contar o decorrer da série, mas vale a pena assistir. Li muitos comentários sobre o enredo e a maioria é bem positivo, porém sempre tem aqueles que acham "simplista" demais ou mera "cópia". Quando eu comecei a assisti a série achei que era apenas uma junção de sucessos dos anos 80, mas todo trabalho se pauta em outros anteriores. Nenhuma ideia é original por essência, porque sempre existe alguém que tentou essa ideia anteriormente e assim é Stranger Things. É uma história de filmes da Sessão da Tarde com atores que atuam perfeitamente aliado a um suspense de qualidade, trilha sonora com rock clássico e referências que permeiam toda a cultura pop.


As pessoas tem direito de acharem o que querem, mas tem que ficar atenta a algumas coisas: Primeiro, os diretores da série falaram que a mesma é homenagem a cultura pop dos anos 80 e isso é evidente com referências ao rock de The Doors, The Smith e outros, citações de Star Wars, Hobbit, Jogos daquela época e vários filmes como E.T., Poltergeist e outros e o enredo não venho para inovar, mas para mostrar a força da influência dessa cultura na nossa sociedade atual. Segundo: Quem não conhece os super clássicos dos anos 80 terá a chance do contato primário através da série e assim com a curiosidade ligada vai conhecer profundamente as "referências".


O problema não é a série, mas aqueles que acham que existe um "Grupo Seleto" de Nerds, Geeks e amantes da cultura pop. Pop significa POPULAR, então a Massa consome esse tipo de cultura e não nichos de intelectuais que gostam de Marvel, DC, LoL, Dota, RPG, Star Wars e blábláblá. Ninguém é obrigado a ser WIKIPÉDIA nas referências para ser aceito no mundo dos "nerds", porque a Cultura Pop é bem mais eclética que a cultura erudita e admiro o trabalho de quem sabe mostrar que todos são nerds, geeks e afins e nem sabem disso. Rotular é limitar e quem se limita torna-se ignorante e preconceituoso.

A série retorna em 2017 com uma Segunda Temporada com referência aos filmes de magia como Harry Potter e O Senhor dos Anéis e a ansiedade chega a me deixar maluca.

Abertura da Série





12 comentários:

  1. Oi Jo!
    GENTE EU AMEI. Só amei. Não identifiquei muitas das referencias que tinham, confesso, mas só AMEI!. Os personagens me conquistaram. O misterio. O drama e até o romance clichê. Tudo conspirou a favor. Razão que me fez assistir ela toda de uma vez só. Nunca fiz isso com série nenhuma, mas com essa não deu para evitar. Stranger Things foi minha segunda melhor surpresa do ano e não me arrependo de nenhum segundo. Se estou ansioso para a segunda temporada? SÓ QUERO *-*
    Eleven <3 Dustin <3 Jesus, melhor elenco.

    Abraços
    David
    http://territoriogeeknerd.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olá.
    Nunca tinha ouvido falar na série até agora e carammba, fiquei beeem curiosa apesar de ser medrosa. Nunca li nada do Stephen King, mas acho que vou tentar ver os primeiros episódios e ver se tenho coragem de assistir temporadas. hahaha

    ResponderExcluir
  3. Oi Jô, menina eu estou completamente louca para começar a assistir essa série ainda mais por tantas referências dos anos 80. Uma coisa que eu não sabia era referência do King e isso me fez ter ainda mais vontade de Assistir. Creio que hoje sem falta vou arrumar um tempinho para começar a assistir. Sua resenha sobre a série só aumentou ainda mais minhas expectativas.
    Bj

    ResponderExcluir
  4. Oi, Joanice
    Não sou a pessoa mais inteirada no mundo das séries e essa ainda não conhecia.
    Confesso que a premissa dela não me chama tanta atenção, mas gostei de saber que faz referências a cultura pop dos anos 80.
    Quem sabe eu ainda me anime a ver.

    Blog Livros, vamos devorá-los

    ResponderExcluir
  5. Não é à toa que a Netflix faz tanto sucesso e os nerds a adoram! Essa maravilhosa série, feita com tanto cuidado com os detalhes e tão bem escrita, é o mais novo exemplo de como eles respeitam os clientes. Se você ainda não conhece, aconselho a assistir as outras produção dela, principalmente Demolidor, Jéssica Jones e Orange is the New Black.

    Abraços

    ResponderExcluir
  6. Olá, sou o tipo de pessoa que pegou a série, assistiu toda em apenas um dia e agora está sofrendo pois terá que esperar até 2017.
    Adorei cada uma das referências da série, o clima dos anos 80 que é uma época que eu sou totalmente apaixonada, seja pelas músicas, filmes, os cenários , as roupas que eu adoro também kkk.
    não sou muito ligada a harry potter e o senhor dos anéis mas mesmo assim estou muito ansiosa pela segunda temporada pois essa série realmente é muito amor.
    bjs

    ResponderExcluir
  7. Olha, eu não sou fã de séries e assisto poucas, mas essa definitivamente está incrível. O que eu mais gostei foi de ver o trabalho como atores dessas crianças que são o foco e que levam a série a um outro nível. Amo fantasia, amo mistérios e fui me controlando para não assistir enlouquecidamente essa série de uma vez... Sem falar nas diversas referências que a série tem! Agora nós resta esperar pela próxima temporada e enquanto isso chamar cada vez mais pessoas para embarcar nesse mundo <3
    Um beijo
    www.brookebells.com

    ResponderExcluir
  8. Olá Joanice,
    amo Netflix, meu marido e eu somos viciados em séries, toda noite assistimos a dois episódios, mas gosto de esperar pelo menos duas temporadas para assistir pq não aguento aguardar uma semana pelo próximo episódio rsrsrs
    Essa parece ser uma ótima série para quem consegue entender as referências, vou dar uma chance quando puder.

    Bjs!
    Fadas Literárias

    ResponderExcluir
  9. oi,
    Eu não acompanho muito série, quase não vejo tv. Mas deve ser emocionante para quem gosta nesse estilo. Nunca li nada de HP, quem é fã, deve amar saber que a série volta com tudo e ainda com referência nas magias deles.
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Oiie,

    Eu adoro séries e quero muito ver, mas como a segunda temporada vai demorar a lançar vou dar prioridade as que eu estou acompanhando. Gosto de Hp e nunca vi um dos filmes do Senhor dos Anéis até o fim, mas acho que vou gostar sim.
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Melhor série que já vi na vida até agora. Amei as tantas referências feitas. O elenco maravilho. A onze eu me apaixonei por ela, muito fofa.

    ResponderExcluir
  12. Melhor série que já vi na vida até agora. Amei as tantas referências feitas. O elenco maravilho. A onze eu me apaixonei por ela, muito fofa.

    ResponderExcluir

© Poesia que encanta a vida - 2016 | Todos os direitos reservados. | Tecnologia do Blogger