.1 de dez de 2016

[Resenha] A Santa Aliança - A.J.Kazinski

Título: A Santa Aliança
Autor: A.J.Kazinski
Editora: Tordesilhas
Ano: 2016
N° de Páginas: 488
Sinopse:
Eva Katz tenta recomeçar a vida após o fim de sua carreira como jornalista e a morte do namorado na guerra do Afeganistão. Em seu primeiro dia de trabalho numa creche em Copenhague, ela não resiste à tentação de investigar a verdade sobre um crime relatado em um desenho infantil. Entretanto, na busca da verdade, Eva acaba mexendo com instâncias muito poderosas da sociedade dinamarquesa, e o que antes parecia um incidente isolado se revela como parte de uma rede de segredos que remontam à formação da Santa Aliança, uma coligação monárquica criada no século XIX. Este thriller eletrizante é o terceiro da dupla A. J. Kazinski, que já lançou os livros O último homem bom e O sono e a morte pela Tordesilhas.


Eva Katz é uma jornalista que beira a profissional cheia de ambição, mas sem talento ou conhecimento suficiente para galgar seus objetivos, mas tem ao seu favor, sua beleza que enfurece alguns dos seus colegas, porém abre portas para novas oportunidades.

Ela era uma profissional com relativo destaque em seu trabalho sobre moda e prestes a se casar com o homem da sua vida - que era militar - porém sabemos que a vida adora pregar peças nas pessoas e com Eva não foi diferente. Seu noivo morrera na guerra que a Dinamarca mantém com o Afeganistão e ela se ver sem seu amor ou ajuda financeira do Estado, pois não era casada oficialmente com ele e ver-se agora abalada emocionalmente e financeiramente. Ela sofre por meses até ela retornar a sua "vida normal", porém perdeu tudo que tinha - menos a casa que comprou com seu amado - e recomeça trabalhando como merendeira numa creche estatal.

" Quando nos vemos em meio a catástrofes, temos três opções: fazer o certo, fazer o errado ou não fazer nada. As duas primeiras talvez nos salvem a vida. Não fazer nada sem dúvida vai nos custar a vida."

Na creche ver-se desnorteada com um universo infantil e atraída com um misterioso garoto chamado de Malte que é filho da Dama de companhia da princesa consorte da Dinamarca, porque o menino no primeiro dia de Eva lhe mostra um desenho na qual um homem ruivo é assassinado por dois outros homens. Ela fica perturbada e pergunto à Malte o porquê daquela imagem, mas o garoto mantem-se calado e aparentemente nervoso com o questionamento.


Eva continua com o reconhecimento de sua rotina sendo apresentada aos funcionários e esquece do desenho de Malte, porém a mãe do garoto vem buscá-lo no meio da manhã e parece transtornada e após um momento, todos descobrem que o irmão de Helena - a dama de companhia da princesa - faleceu. O estranho é Christian Brix - o falecido - aparentemente foi dado como morto, todavia Eva percebe que o desenho que Malte lhe mostrou tem muito a ver com essa morte e despertada pela curiosidade característica de sua antiga profissional se arrisca sozinha numa caçada pela verdade. Por que Eva quer tanto provar que Brix pode ter sido morto? O que ela ganharia?

Ela vai descobrindo vários fatos que vão dando embasamento para suas teorias, mas há muito a ser pesquisado e assim Eva busca em seu ex-professor, um homem moribundo que sempre fora severos com suas críticas a jovem, entretanto, fora fundamental na construção profissional dela e juntos descobrem que a morte de Christian tem ligação diretas com a Instituição que nada mais é que a Santa Aliança que á conjunção de todas as monarquias reais ainda existem no mundo e qualquer pessoa que queira sair ou atrapalhar a sua existência será devidamente eliminado.


O cerco se fecha e Eva é perseguida por Marcus e David que trabalham para a Instituição e foram enviados para matá-la.Diversos atentados acontecem com ela e pessoas próximas e vão desmotivando sua causa e chega um momento que ela questiona: Será que vale a pena essa luta para trazer á tona uma verdade que nem ela acreditava? Seria possível a morte de Chrstian está relacionada a Santa Aliança?


" [...] Naquela casa, nasce a Santa Aliança. A Santa Aliança de Barbara, uma ideia sobre a paz universal entre as nações, sobre o caráter divino dos monarcas."

A Santa Aliança é um livro enorme, mas que é dinâmico e cheio de reviravoltas que conquistam os leitores logo nas primeiras páginas. 

Eva é uma personagem que causa mais rejeição do que admiração até metade do livro, porque se vitimiza demais e só quando percebe que a vida real precisa de mais dela é que resolve dar uma mudada radical em seu comportamento e transmite isso para sua "causa".

Não temos personagens secundários com relevância, salvo Marcus e David, na qual o primeiro é um homem que acredita fielmente em seu trabalho e não importa o que tenha que fazer, crê que tudo vale a pena pela Instituição. Já, David tem uma sensibilidade aflorada e está ali porque foi induzido, porém não concorda com os meios que Marcos e os demais utilizam.

"Marcus defendia um produto sem a qual não conseguiríamos viver - a Instituição."

O livro é tão fantástico que você termina e pergunta-se: Será que é verdade que exista a Santa Aliança? Por que ainda alimentamos uma forma de governo que faz as pessoas serem súditas de um Rei/Rainha que tem poder absoluto sob tudo?

O desenrolar da história é bem cuidado, sem deixar pontas soltas, mas me decepcionei com o finalzinho....porém, acho que é porque queria um pouquinho de romance no livro e não teve.

A capa condiz com toda a história de sociedade secreta e perseguição a quem ameace sua existência que aliada as folhas amareladas deram uma ótima leitura.



11 comentários:

  1. oie, jo que bacana saber que você gosto desse livro. tenho certa curiosidade em relação a ele e bom saber que as pontas foram todas bem amarradas. é uma pena que o final tenha te deixado meio decepcionada,. eu pretendo ler no próximo ano.

    ResponderExcluir
  2. Oi oi
    Preciso desse livro, amo essas tramas conspiratórias cheias de mistérios e organizações secretas e tudo mais, esse tipo de personagem que fica se vitimizando parece estar na moda, li alguns livros com personagens assim esse ano, também não gosto muito, mas dependendo de como é feito pode ficar interessante.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Eu já conhecia o livro mas só de capa, não sabia nada da história e gostei muito de conferir sua resenha sobre ele. A capa é linda e a trama me deixou curiosa.

    ResponderExcluir
  4. Oiii Joanice, como vai querida?
    Infelizmente dessa vez a obra não despertou tanto meu interesse, por isso irei pular a dica, mas parabéns pela sua resenha que ficou demais! Vou indicar para alguns amigos que iriam adorar.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  5. Olá! Meu Deus! É o tipo de livro que eu gosto! Fiquei interessada demais na história, fiquei curiosa para saber sobre a SAnta Aliança e saber sobre as conspirações...Amo histórias com conspirações...Preciso desse livro, amei tua resenha, beijos!

    Entre Livros e Pergaminhos

    ResponderExcluir
  6. Olá!

    Já tinha ouvido falar nesse livro, mas nunca tinha lido nenhuma resenha. Simplesmente incrível! Adoro livros em que jornalistas são protagonistas e com esse não é diferente minha empolgação. Então já anotei na minha lista do ano que vem!

    ResponderExcluir
  7. Olá! Por enquanto, estou procurando livros de outros estilos, mas vou guardar a dica! Parabéns pela resenha. Não conhecia o livro nem a autora! Abraços!

    ResponderExcluir
  8. Oie1!
    Não gosto quanto os personagens ficam se fazendo de vítima boa parte da história, eu fico bem irritada durante a leitura. Eu ainda não tive a oportunidade de ler, e mesmo com esse detalhe da personagem, estou bem curiosa.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  9. Oiii!!

    Eu não conhecia esse livro! Fiquei animada com a personagem principal ser jornalista hahaha e a fato do suspense também me ganha.
    Não curti que os secundários não são bem trabalhados...

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  10. Bonita a mensagem do livro. Adorei e fiquei morrendo de vontade de ler. Me lembrou uma pegada do Dan Brown e isso me agrada.
    Dica mais do que anotada
    Bjks

    ResponderExcluir
  11. O enrendo até que conseguiu me chamar atenção pelo enredo, mas a falta de foco nos personagens secundários me faria não lê-l, gosto de histórias que sabem trabalhar com eles. Ainda mais essa personagem vitimizada me faria desistir da leitura.

    ResponderExcluir

© Poesia que encanta a vida - 2016 | Todos os direitos reservados. | Tecnologia do Blogger