.30 de jan de 2017

[Resenha] O Orfanato da Srta.Peregrine Para Crianças Peculiares #1

Título: O Orfanato da Srta. Peregrine Para Crianças Peculiares #1
Autor: Ransom Riggs
Editora: Leya
Ano: 2015
N° de páginas: 336

Sinopse:
Milhões de cópias vendidas em todo o mundo! Traduzido para mais de 40 idiomas! Eleito uma das 100 obras mais importantes da literatura jovem de todos os tempos Tudo está à espera para ser descoberto em "O orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares", um romance que tenta misturar ficção e fotografia. A história começa com uma tragédia familiar que lança Jacob, um rapaz de 16 anos, em uma jornada até uma ilha remota na costa do País de Gales, onde descobre as ruínas do Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares. Enquanto Jacob explora os quartos e corredores abandonados, fica claro que as crianças do orfanato são muito mais do que simplesmente peculiares. Elas podem ter sido perigosas e confinadas na ilha deserta por um bom motivo. E, de algum modo - por mais impossível que possa parecer - ainda podem estar vivas.

“Mas era impossível voltar para minha antiga vida da mesma forma que para a casa bombardeada dos garotos. A porta da nossa gaiola havia explodido. Agora estávamos juntos naquele abismo.”

Uma obra de fantasia que conquista pelos personagens singulares e cativantes que parecerem conversar com nossa infância guardada em nossa memória e trazendo à tona uma viagem mágica no submarino do capitão Nemo.


Jacob Portman é um adolescente de 16 anos que sempre acreditou na existência de pessoas com poderes fantásticos que eram chamados de Peculiares, mas quando apresentou um trabalho na escola falando deles, acabou sendo ridicularizado por seus colegas de classe que acabaram colocando o jovem contra seu avô Abraham que lhe contava essas histórias quando o garoto era pequeno e o incitava a ser explorador.

Abraham Portman é um combatente militar aposentado que vive sozinho e que ultimamente tem passado por “delírios” psicológicos que aparentemente o levam a crê que estar sendo perseguido por monstros – os mesmos que elucidava para Jacob na infância – e num desses surtos liga para o neto para saber onde se encontra a chave do armário de armas. Jacob diz que não sabe – ele mente, porque acha que o avô está tendo alucinações – e tenta tranquiliza-lo até chegar juntamente com seu amigo Ricky.

“[...] Eram monstros com rosto humano, em uniformes impecáveis e que marchavam em fileiras cerradas, tão despreocupados que não se percebia o que eram até ser tarde demais.”

Quando chega à casa de seu avô começa uma busca implacável por ele, mas acaba achando-o moribundo numa posição estranha e quando chega próximo dele é chamado por Abe – apelido que Abraham tem no Orfanato – e intimado para ir a “Ilha onde está a Ave. Procure por Emerson. Vá para a fenda, 3 de setembro de 1940.” Ele não entende as informações, mas as guarda. Algum tempo passa e o jovem é instruído pelo seu psicólogo Dr. Gordon a visitar a ilha que seu avô recomendou, porque assim é mais fácil para o processo de aceitação da morte do mesmo e assim começa a maior aventura da vida de Jacob Portman.


O pai do jovem decide acompanha-lo nessa viagem, assim também tentar descobrir mais sobre as aves da ilha para seu novo livro de aves exóticas – um dos milhares de livros inacabados dele – que pretende lançar e mostrar a sua esposa seu respectivo valor. Hospedam-se no “Buraco” e Jacob vai logo atrás do Orfanato, mas na primeira vez é enganado por dois garotos metidos a rappers que fazem que ele se suje todo na charneca. No dia seguinte, ele segue sozinho até o orfanato – após uma conversa com o responsável pelo museu local – e depara-se com um lugar decrépito e sem vida. Era ali que seu avô queria que fosse? Ele sentia que havia algo ali que ele precisava saber, mas o quê? Depois de duas visitas seguidas, o jovem é agraciado com a presença de Emma – peculiaridade do fogo – que o leva para conhecer o verdadeiro Orfanato da Srta. Peregrine que fica na fenda de 3 de setembro de 1940.


Ele descobre que a Srta. Peregrine é uma ymbryne que tem a função de criar fendas no tempo para proteger as crianças peculiares, que nada mais são que espíritos do ramo cripto-sapiens ­que tendem poderes singulares diante as pessoas comuns. Todos ali tem peculiaridades específicas, como, por exemplo, Millard que é o garoto invisível, Emma com suas mãos que saem fogo, Olive que é muito leve e outras sete crianças que estão sob o cuidado extremo da Ave – a Srta. Peregrine vira um falcão peregrino – e que se encontram eternamente nessa data, porque foram bombardeados naquele dia, após a saída do avô de Jacob do orfanato.

“Eles eram deuses desse pequeno e estranho paraíso, e eu era o hóspede.”

 Sua estadia naquela pequena ilha na Inglaterra torna-se mais interessante com suas visitas constantes ao orfanato, mas o que Jacob não imaginava era que ele apenas era uma peça num jogo de encontrar peculiares para os abomináveis Etéreos que são peculiares que quiseram ser imortais e após uma falha grotesca em seus experimentos viraram monstros que se alimentam de peculiares.

Será que Jacob possui alguma peculiaridade? Por que seu avô Abe deixou seus amigos para trás? Será que os Etéreos estariam por perto? E se tivesse conseguiria proteger seus novos amigos? Será que foram os Etéreos que mataram seu avô?

“- Eles podem amá-lo – sussurrou ela -, mas nunca vão entender.”

Jacob é um adolescente e tem dilemas como qualquer pessoa nessa fase da vida, mas isso é esquecido e seu foco é descobrir mais sobre o passado singular de seu avô quer parecia contar a verdade ao seu neto. Ele é um jovem decidido, teimoso e bem curioso que enfrentou muitas adversidades para chegar até o orfanato e sente-se dividido quando se vê numa encruzilhada em ficar junto aos peculiares ou seguir sua vida “normal” ao lado de seus pais e amigos.

 A Srta. Peregrine é uma peculiar de trabalho exemplar que cuida das crianças desde 1940 e que nunca falhou – apenas sente-se culpada pela morte de Victor – como tutora e tem olhos e ouvidos atentos a qualquer movimento de seus inimigos e que daria sua vida para salvar seus tutelados.


Os demais personagens como Emma que era apaixonada por Abe e sente-se afeiçoada por Jacob são apresentados ao decorrer da trama e aparecem constantemente nos diálogos e têm personalidades distintas: Emma é desconfiada e emotiva, Millard é brincalhão e proativo, Olive é carinhosa e protetora, Bronwyn que é alerta a qualquer necessidade de seus amigos, Horace que é um apaixonado por alfaiataria e engraçado, Enoch que é criativo e apaixonado por Emma, Fiona que é tímida, Claire doce e carinhosa e Hugh com suas brincadeiras com suas abelhas.

A leitura é fluída e cativa pelos detalhes narrados, o orfanato que é um sonho, as crianças e suas peculiaridades, a figura da Srta. Peregrine e as aventuras que eles se metem.


Minha edição é da Editora Leya e não é capa dura, mas já olhei a da Intrínseca que é linda, mas prefiro a minha, porque me lembra de um álbum de fotografias antigas que se encaixa perfeitamente com as fotos que ilustram o livro.


Eletrizante, cativante e fantástico são palavras que definem perfeitamente o mundo criado por Riggs no Orfanato da Srta. Peregrine para crianças peculiares. 





21 comentários:

  1. Ahhhhhh. Que legal! Estou louco pra ler esse livro há tempos!

    ResponderExcluir
  2. Oi, Joanice, tudo bem?
    Acredita que ainda não conegui ler esse livro?
    Comprei ele e o segundo volume em uma super promoção no Submarino, mas ainda não consegui encaixar nas minhas leituras.
    Desde que vi uma vídeo resenha dele em um canal no Youtube (anos atrás), fiquei encantada com as fotografias e toda a ahistória criada sobre elas.
    Eu asssiti ao filme e fiquei ainda com mais vontade de ler o livro. espero consegui ler em breve.

    Parabéns pela resenha!

    Beijos,
    Amanda
    http://www.confissoesfemininas.com/

    ResponderExcluir
  3. Hello!
    Sou doida para ler O Orfanato da Srta. Peregrine Para Crianças Peculiares.
    Ainda mais que tem filme e falaram super bem.
    Essas fotos sao meio bizarras para mim, ainda nao me acostumei, hehe.
    Legal ler o que vc achou, acho que vou gostar do livro tb.
    Beijos.

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir
  4. Olá, não costuma ser o tipo de livro que leio, mas ainda não bati martelo se abro mão de procurar esta série. Sua resenha foi inspiradora pra correr atrás e ler logo. Adorei os detalhes das fotos, criam mesmo um clima que te puxa para o livro. Abraços!

    ResponderExcluir
  5. Olá
    Tenho muita vontade de ler esse livro, parece bem fofo, e tem essa ar retrô. Também gosto muito dessas fotos crepy, só acho que elas fazem parecer um livro de terror para algumas pessoas por isso vi muita crítica negativa antes do filme, o que me deixou com um pé atras, mas hoje tenho muita vontade de ler

    ResponderExcluir
  6. Olá,
    Não sei porque mas toda vez que vejo alguém falando sobre essa obra e as peculiaridades dos personagens vem na minha mente os X-Men rsrs.
    Desde o lançamento que quero muito fazer a leitura da obra e dos outros livros da trilogia e conhecer esse mundo único que o autor cria com personagens marcantes cada um com determinadas características.
    Adorei saber suas impressões!

    LEITURA DESCONTROLADA

    ResponderExcluir
  7. Oi, Joanice
    Fico feliz em saber que aprovou a obra, pois escuto realmente muitos elogios.
    Devo confessar que não tenho muita vontade de ler o livro, embora até leria um dia quem sabe. Adorei a resenha e as fotos.

    ResponderExcluir
  8. Oie!
    Toda vez que vejo as imagens desse livro, eu acho sinistra rsrs
    Eu ainda não li o livro, mas recebi várias indicações sobre essa história, e espero conseguir fazer a leitura em breve.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  9. Oi Jo! Ai que delícia sua resenha! Só me fez ter ainda mais vontade de ler a obra!
    Fico curiosa para conhecer mais sobre os peculiares junto com Jacob! Vc viu o filme? Acabei não vendo no cinema e estou muito curiosa!
    Bj

    ResponderExcluir
  10. Oiii!

    Eu não li esse livro ainda, mas vi ao filme e achei bem ok. não tenho curiosidade em ler ler essa obra não, sabe?
    Gostei da sua resenha e das fotos, realmente essa edição é mais bonita!

    Beijnhos

    ResponderExcluir
  11. Aí minha colunista que leu esse livro é amo mais que tudo. Eu no caso não me animei em nada ainda mais depois do filme. Mas ela resenha.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  12. Olá! Estou com esse livro aqui e será uma das minhas leituras desse mês. Eu achei genial a ideia do autor em criar um universo assim, gosto bastante de fantasia e desde que vi a primeira resenha sobre ele, fiquei louca para ler. Parabéns pela sua resenha, falou os pontos fortes do livro, beijos1

    Entre Livros e Pergaminhos

    ResponderExcluir
  13. Ola Joanice amei essas fotos menina, gosto dessa diversidade dos personagens cada um com algo peculiar que se destaca no conjunto, estou muito curiosa para ler a trilogia, pretendo ler ainda esse semestre. E assistir ao filme com certeza. ótima resenha. beijos

    Joyce
    Livros Encantos

    ResponderExcluir
  14. Olá, tudo bem? Queria ler O Orfanato da Srta. Peregrine por causa dos filmes, mas não funciono para ler livros no seu hype, por isso esperarei a poeira abaixar completamente para ler. Adorei a resenha!
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Olá, como vai?
    Não tinha visto esta edição da Leya para este livro ainda, mas está mais linda que da Intriseca, amei. O enredo é bem fluido mesmo, e consegue me fazer querer ir correndo começar essa série, que já era pra ter feito. O enredo trazido pelo autor é bem, como podemos dizer, peculiar, já quero ler a serie toda completa.

    ResponderExcluir
  16. Olá!

    Apesar dos elogios a obra, não é uma leitura que me atraia. Nem mesmo o livro, tão bem feito, me chama a atenção. Com certeza, esse tipo de livro não me atrairia e me sentiria perdida.

    ResponderExcluir
  17. Olá,
    Eu ainda não li esse livro, mas ouvi tanta gente falando que ele não é tudo isso, fiquei pensando se deveria apostar na leitura. Sua resenha está linda, as fotos maravilhosas, o texto bem estruturado. Isso me fez ter vontade de explorar o livro! Vamos lá!
    Um abraço,
    Drica.

    ResponderExcluir
  18. Hi baby, tudo bem? Que bom que você gostou bastante do livro, eu o comprei para ler antes da estreia do filme mas acabei não lendo e está até hoje na minha estante mas pretendo fazer isso o mais rápido possível já que gostei da historia mas fiquei confusa em algumas partes, creio que algumas duvidas só ficarão esclarecidas depois que eu ler! parabéns pela linda resenha

    Lilian Valentim
    http://speakcinema.blogspot.com.br/
    beijinhos

    ResponderExcluir
  19. Oi
    namoro esse livro desde o ano passado a cada vez que dou uma passadinha na lojas Americanas mas ainda não comprei e ainda não decidi se vou comprar o da Leya ou todos da Intrínseca... espero decidir logo!

    Talita - Viciados em leitura

    ResponderExcluir
  20. Olá!
    Eu acho que sou uma das únicas pessoas que não ligam para essa versão nova da Intrínseca hahaha Tenho uma vontade de ler essa obra, além de querer assistir ao filme, mas prefiro ler primeiro. Parece ser realmente uma leitura muito divertida e espero que goste que nem você.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  21. Oiee!
    Nossa menina deixa eu te contar que eu to louca para ler esse livro!! Adorei a sua resenha e tenho que concordar que mesmo a edição da Intrinseca estando muito linda, amei as fotos dessa edição da Leya!
    Eu ganhei de presente de aniversário esse livro, mas com a edição do filme sabe? Pretendo ler bem em breve

    beijos
    Livros & Tal

    ResponderExcluir

© Poesia que encanta a vida - 2016 | Todos os direitos reservados. | Tecnologia do Blogger