.20 de fev de 2017

[Resenha] Harry Potter e a Criança Amaldiçoada

Título: Harry Potter e a Criança Amaldiçoada
Autora: J.K.Rowling 
Editora: Rocco 
Ano: 2016
N° de Páginas: 352

Sinopse:
Sempre foi difícil ser Harry Potter e não é mais fácil agora que ele é um sobrecarregado funcionário do Ministério da Magia,marido e pai de três crianças em idade escolar. Enquanto Harry lida com um passado que se recusa a ficar para trás, seu filho mais novo, Alvo, deve lutar com o peso de um legado de família que ele nunca quis. À medida que passado e presente se fundem de forma ameaçadora, ambos, pai e filho, aprendem uma incômoda verdade: às vezes as trevas vêm de lugares inesperados.
Ansiosamente aguardado por milhões de fãs, o oitavo livro da saga de maior sucesso de todos os tempos chega às livrarias de todo o Brasil no dia 31 de outubro, em edições brochura e capa dura. Harry Potter e a criança amaldiçoada é a edição impressa do roteiro de ensaio da peça escrita por J.K. Rowling em parceria com Jack Thorne e John Tiffany, que está em cartaz em Londres e sepassa 19 anos após os acontecimentos narrados em Harry Potter e as Relíquias da Morte.
Ponto forte: A oitava história, dezenove anos depois. Franquia de maior sucesso do mercado editorial mundial.Prateleira: Para novos e antigos fãs de Harry Potter e leitores de fantasia em geral.

Dezenove Anos depois, Harry está casado e com seus três filhos: Alvo Severo, Lilian Luna e Sirius Tiago. Funcionário do Ministério da Magia, passa maior parte do seu tempo trabalhando sem se dar conta que deixa sua família um pouco de lado. Com Voldemort morto, nada poderia abalar o mundo da Magia, até que tudo começa a desandar dentro de sua própria casa. Sua relação com o filho Alvo começa a se desentender quando este é selecionado para Sonserina, e este se culpa o tempo todo por pertencer a uma casa que vai contra os da sua família. Não bastasse isso, Alvo se sente pressionado pelos demais de Hogwarts, já que é o filho do famoso Harry Potter e todos esperam o melhor dele.  Alvo é um simples garoto que quer tirar esse peso de seu nome. Não bastasse isso, acaba se tornando muito amigo de Escórpio Malfoy, filho de Draco.



Certo dia Alvo escuta uma conversa muito estranha acontecendo dentro de sua casa a respeito de um tal de Diggory e que ele – Harry – era culpado pela sua morte e por isso deveria trazê-lo de volta. Confuso, Alvo decide investigar e descobre que seu pai possui um vira-tempo, já que todos pensavam que haviam sido destruídos. E que com esse vira-tempo poderia voltar ao passado para evitar a morte de Cedrico Diggory no Torneio Tribruxo. É quando Alvo, diante da recusa de Harry para com o pai de Cedrico, tem a ideia de se provar e se mostrar que ele pode sim fazer algo grandioso e decide roubar o vira-tempo juntamente com Escórpio e salvar Diggory.

A premissa do livro em si é esta e por si só já é um grande spoiler para quem não leu o quarto livro. Quando anunciando que o livro sairia todos pensavam ser uma nova historia, um oitavo Harry Potter, quando na verdade é um livro roteiro sem ser romanceado –apenas em forma de roteiro literalmente– onde todos poderiam ter acesso já que a peça da mesma só acontece em Londres atualmente. Então vamos a minha opnião.

É um livro completamente nostálgico. Revivemos com ele diversos momentos e personagens marcantes e ficamos extasiados por vermos eles mais uma vez. Além disso tudo, temos as realidades alternativas que vão nos sendo apresentadas e nos causando algumas aflições. Não contarei spoiler, mas confesso que ao pensarmos sobre, ficamos bem agonizados e desconfortáveis.

Confesso que achei a amizade entre Alvo e Escórpio um pouco forçada, já que seus pais não se dão muito bem, contudo Escórpio se mostrou um verdadeiro amigo e leal a todo momento e é impossível não se agradar com um personagem tão forte como ele.



Harry teme ser pai. Não conviveu com um então não teve em sua criação um exemplo como ser. Ele de fato não consegue se aproximar de Alvo, usa de todas as maneiras sem conseguir sucesso. Há brigas com palavras bem severas que deixa o leitor se questionando por horas a fio. A Hermione se mostra cada vez mais madura, enquanto o Rony, mesmo com dois filhos, se mantem o brincalhão de sempre. O que nos aproxima cada vez mais desses personagens que acompanhamos crescer e virar pais responsáveis.

O livro levanta diversas polemicas entre os fãs, e as vezes me pergunto o porque. Entendam que esta é uma simples história autorizada pela J.K.Rowling e não uma história oficialmente escrita pela mesma. Então, na minha opinião, não muda e nem acrescenta, é só um momento de diversão que podemos pegar e ler em quatro horas no máximo. Leiam com isso na cabeça e não se decepcionaram, aliás uma trama tão cheia de controvérsias não poderia ser declarada oficial.

É um livro rápido, ágil, com cenas de tirar o fôlego e fazer chorar, que atingirá todas as suas expectativas se destacar o ponto citado acima. Boa leitura. 





Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Poesia que encanta a vida - 2016 | Todos os direitos reservados. | Tecnologia do Blogger