.8 de mai de 2017

[Resenha] Luz & Sombra - Anaté Merger

Título: Luz & Sombra
Autora: Anaté Merger
Editora: Bezz/ Selo Leque Rosa
 Ano: 2016
N° de Páginas: 413

Livro cedido em parceria com a autora


Sinopse:
"Virgílio é um engenheiro carioca, entediado, taciturno, que nunca amou ninguém e tem na restauração das antigas fazendas de café a sua única paixão.
Ao estar prestes a adquirir mais um imóvel para ser restaurado, ele se depara com um quadro cuja figura, até então sem nome, lhe assombrava os sonhos : Olympia, filha de um barão, em um quadro do século XIX. O olhar azulado da moça o atrai de uma maneira obsessiva e aos poucos ele se envolve numa trama cada vez mais absurda, com joias misteriosas e uma inusitada carta.
Ao tentar descobrir o que as linhas amareladas escondem, Virgílio se encontra em um emaranhado de artimanhas e chantagens, amor e ódio, onde o ontem e o amanhã se confundem durante um cruzeiro pelo Atlântico no ano de 1873 e o poder da luz sobre as sombras surge nos lugares, nas pessoas e nas atitudes mais improváveis."


Luz & Sombra é um romance que ultrapassa os limites do possível e nos presenteia com um amor que derrubara as barreiras do tempo.

Virgílio é um engenheiro carioca e muito renomado que trabalha na revitalização de antigas fazendas de café para empreendimentos turísticos. Ele é um homem fechado, taciturno, forte e impenetrável. Teve diversos casos amorosos, mas atualmente namora com a irritante Clara.


Um dos maiores trabalhos é com a linda fazenda Inocência que ele quer fechar negócio com a Sra. Marie que é a dona da fazenda, mas está querendo voltar para França e se afeiçoou pelos modos sofisticados e dignos da nobreza de Virgílio que daria um ótimo administrador daquele lugar.

Virgílio se encanta por Inocência no momento que coloca seus pés na fazenda. Não é a mesma opinião de Clara que odeia natureza e tudo mais que não permita o avanço do ser humano. Ele ainda se pergunta o que faz ao lado de uma mulher que não ama. Isso pode ser, porque sonha todas as noites com uma mulher de olhos azuis penetrantes, loira e dona de um sorriso que desperta todo seu amor escondido naquele coração de pedra.

Quando vai conhecer o quarto que dormira em Inocência para fechar as negociações com a dona do lugar, o coração de Virgílio se depara com a mulher que perturba seus dias depois do acidente em um cruzeiro um tempo atrás. A jovem de sorriso escondido atrás do leque pintada num quadro magnífico era a mesma que perseguia seu sono. Olympia, uma das filhas do Barão Antunes no século XIX... Vocês leram bem... Virgílio sonhava com uma mulher da época do Café no Brasil!

A mente do homem não aceitava aquela loucura. Quer dizer que seu coração ansiava por uma mulher morta há uns dois séculos atrás? Como ele poderia sonhar com uma mulher que nunca conhecera e muito menos ouvirá falar dela? Virgílio é tomado por uma determinação feroz e busca respostas. Termina seu relacionamento maluco com Clara e só recebe a carta de aviso que um processo foi aberto por ela por danos morais. Isso pouco importa. Sua atenção está voltada para sua amada fantasma.

“As horas passam lentamente como se não houvesse nenhuma diferença entre vida ou morte, amor ou ódio, paixão ou abnegação”

Ele torna-se obcecado por tudo que contenha a mínima informação por Olympia e encontra-se com a biografa de sua amada e sua irmã Olívia. Dona Helena é descendente dos Antunes e sabe diversos segredos dessa família e fica muito feliz quando Virgílio traz uma caixinha encontrada no quadro “Gêmeas em flor” que Clara quebrou quando teve um ataque de fúria em Inocência. A mulher abre a caixa e encontra uma corrente de batismo e um anel de formatura. Os objetos pertencem nada mais e nada menos do que de Virgílio. Mas como o anel de formatura dele e a corrente de seu batismo foram parar numa caixa do século XIX?


Uma teoria é levantada: Dona Helena e sua assistente Cintia acreditam que quando Virgílio sofrera um acidente há um ano num cruzeiro, ele tenha caído num “buraco de minhoca” ou como muitos conhecem numa fenda temporal. Quando ele caiu no mar foi parar justamente no navio que levava Olympia e sua irmã Olívia para a Europa e nesse momento eles tenham se apaixonado perdidamente e por isso as joias dele tenham desparecido no seu acidente e explica, porque quando fora resgatado, seus hematomas já pareceriam curados.

“Virgílio soube naquele instante que ele pertencia a Olympia e que isso seria para sempre.”

 Como acreditar que ele fora parar no passado? Como crê que a mulher que ele estava loucamente apaixonado era uma mulher audaciosa e fora do seu tempo era uma jovem de dois séculos atrás? Como podia ser possível entrar numa fenda temporal? E se fosse verdade, por que arrancaram ele daquela realidade que trazia amor para sua vida?

Pensa num livro que me deixou bem perdida e cheia de teorias insanas? Luz & Sombra é uma construção narrativa que conquista o leitor de uma forma completa, porque Anaté traz uma das temáticas mais discutidas na Física que é a existência de fendas temporais que poderiam nos levar para qualquer ponto do Tempo, já que a cronologia é apenas um artifício usado para compreendemos o conceito de “Tempo”.

Virgílio é um homem controlado, impenetrável e muito racional. Nunca amou uma mulher e sente-se incapaz disso até começa a sonha com Olympia e se depara com essa insanidade de ter ido ao passado e se apaixonado ferozmente por ela e está sozinho agora no presente. Ele torna-se um frangalho quando vir-se longe de quem ama e perde toda sua capacidade de raciocinar e deixando sua família e amigos preocupados com sua vida.

“Os olhos azuis pareceram se iluminar ao ver o rapaz, brilhando como fogos de artifício, em uma expressão determinada como se de alguma forma ela também ansiasse por reencontrá-lo.”

Olympia era uma jovem forte, linda e com ideias a frente do seu tempo.  Ela meticulosa e acreditava que os negros nunca deveriam ter sido escravizados e tratava com amor e gentileza todos os escravos e isso irritava a todos, inclusive a invejosa da sua irmã gêmea Olívia.

Dona Helena é uma mulher apaixonada pela história de seus antepassados e quando se depara com Virgílio e essa loucura de fenda temporal se deleita com essa aventura incabível para pessoas racionais e se emociona com descobertas que estavam escondidas durante gerações.

O romance é uma mescla de romance histórico com a atualidade e essa pitada de Física que deixa uma leitura cativante e inesquecível, porque não limita as possibilidades à esse terreno físico na qual vivemos e mostra estudos profundos que um campo científico vem crescendo há décadas e vemos isso nos livros da trilogia Orfanato da Srta. Peregrine.

A capa do livro mostra o olhar penetrante de Olympia e coloca em dúvida como essa história ilógica para os racionais termina, mas posso avisar que termina de forma inesperada, porém com um gosto de um sonho de verão.

Luz & Sombra é uma história inusitada e ousada de Anaté que mostra que o Amor não tempo e lógica para acontecer.

"Tudo o que nos pertence sempre acaba nos encontrando".


17 comentários:

  1. Olá! Achei super interessante a questão desse lapso temporal que divide os personagens e separa o seu amor. Ainda não li uma história desse tipo, mas fiquei muito curiosa pela leitura, pois amo romances com barreiras e tenho certeza de que o tempo não será obstáculo para essa paixão... ou será? Vou colocar agora mesmo na lista, ainda mais por você mencionar esse final que acontece de repente.
    Beijos!
    Karla Samira
    http://pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Adoro ver essas obras nacionais ganhando destaques nos blog! Já quero ler e por se passar em cenário nacional também é muito legal! Obrigada pela dica!
    Bjos

    ResponderExcluir
  3. Olá
    Eu não sabia que a Bezz tinha um selo kk, mas enfim,achei a obra bem interessante. Não costumo gostar de muitos livros do gênero, pois sou bem seletivo. E com o você falou no final o amor não tem tempo e lógica kkk. Ate mais ver
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Olá
    No começo achei que não seria muito meu tipo de leitura, mas com o desenrolar da resenha comecei a achar a trama bem interessante, e confuso ao mesmo tempo, se bem que viagens temporais sempre me deixa confusa.

    ResponderExcluir
  5. Assim que vi a capa e o título pensei se tratar de um livro com enredo clichê. Mas ao ler a resenha vejo que não tem nada de clichê na narrativa e é bastante curiosa a forma que o autor desenrolou a história, acho que mistura de romance, mistério e física tornou o livro extremamente atrativo.

    memoriasdeumaleitora.com.br

    ResponderExcluir
  6. Preciso ler esse livro!
    Adorei sua resenha e fiquei encantada pelo enredo da história!
    Obrigada pela dica <3
    Beijos :*

    ResponderExcluir
  7. Uau! Essa história parece incrível. Devo confessar, porém, que colocar uma ex/namorada paranoica (como vemos em taaaaantos e taaaantos livros), me fez diminuir um pouquinho a vontade de ler. Mas quero saber como essa história termina! :D Dica anotada!
    Beijocas.

    http://ultimasfolhasdooutono.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. O livro parece realmente ser uma loucura com todas essas possibilidades, mas também parece ser muito interessante, pois gostaria de saber como se dará esse desenrolar - a formula da trama não é mt original, pois já li algumas que foram bem parecidas, por isso fico instigada a saber como foi trabalhada. Tenho a ligeira impressão de que enfim alguém pegou a formula e fez algo novo e inusitado e omelhor de tudo em território nacional :) A capa é maravilhosa! Se não tivesse tido tantos problemas com a leitura de um livro físico da Bezz quanto a revisão do livro, eu correria para comprar, mas confesso que a experiência que eu tive anteriormente com livros deles me traumatizaram... vou deixar a dica na lista e quando o trauma passar espero poder conferir de perto essa história.

    Raíssa Nantes

    ResponderExcluir
  9. Olá Joanice,
    Se não me engano, tenho esse ebook no meu Kindle e ele está só aguardando uma oportunidade para ler. Gostei de conhecer suas impressões e fiquei muito contente por você ter apreciado a leitura. Achei muito bacana a mistura que esse livro tem e vou super anotar a dica e colocar entre as próximas leituras.
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Olá,

    Adorei sua resenha, o livro parece ser muito bem elaborado e bem escrito, a temática me deixou bem curiosa para saber se ele consegue encontrar novamente essa fenda do tempo e viver o verdadeiro amor com sua amada.

    ResponderExcluir
  11. Boa noite
    Caramba, o livro foge dos padrões!! Quando comecei a ler sua resenha não esperava que a história fosse se desdobrar tanto, fenda temporal, já gostei, curioso pra ler!! Dica anotada.

    ResponderExcluir
  12. Caraca, essa história me pareceu ótima, principalmente por esse lapso temporal. Acho que nunca li algo parecido, o que já é um ponto bem positivo. Além disso, essa foi a resenha mais completa que já li desse livro, pois o outro que conferi, não explicava essa coisa do tempo.

    ResponderExcluir
  13. Olá!

    Nao conhecia esse livro,mas a premissa não me chamou a atenção, mesmo com esse questionamento constante a respeito da trama principal. Parabéns por mais uma resenha muito bem escrita!

    ResponderExcluir
  14. Oiii!

    Jo, eu não conhecia esse livro e eu achei maravilhosa a história.
    Gosto de livros com esse tipo de enredo e fiquei feliz em saber que é envolvente.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  15. Olá! Te confesso que não havia me interessado pela obra. MAs, quando você falou sobre essa relação dele com a mulher do século passado e a teoria do Buraco da Minhoca, fiquei interessada. Curto bastante ficção e ver um livro mesclando romance, ficção e física, me deixa animada e interessada, beijos!

    ResponderExcluir
  16. Olá! Fiquei surpreso, pois nunca ia imaginar um livro mesclando diversos gêneros e até mesmo física (assunto que gosto muito), já estou marcando na minha lista de desejados para ler o mais rápido possível. Achei fantástico e bem instigante o livro.

    ResponderExcluir
  17. Olá Jo!!!
    Mulher já amei o livro e sim já está mais que anotado a dica, pois sinceramente eu gosto de toda essa loucura de fendas (Loucuras de fã de Doctor rsrsrs) e paixões entre pessoas de séculos diferentes.
    A sinopse do livro já tinha me ganhado, mas a sua resenha só fez concluir que preciso ler esse livro *-*
    Obrigada pela dica!

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir

© Poesia que encanta a vida - 2016 | Todos os direitos reservados. | Tecnologia do Blogger